Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Biênio 2012-2014

Presidente e vice do STJ tomam posse na sexta

Em cerimônia que contará com a presença de Dilma Rousseff, os ministros Felix Fischer e Gilson Dipp tomarão posse como presidente e vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça. A solenidade ocorrerá na sexta-feira (31/8) às 16h.

Também confirmaram presença o presidente Supremo Tribunal Federal, ministro Ayres Britto, e os presidentes dos demais tribunais superiores: Cármen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral; João Orestes Dalazen, do Tribunal Superior do Trabalho; e Álvaro Luiz Pinto, do Superior Tribunal Militar.

Ainda participarão da solenidade o presidente do Senado, José Sarney; o procurador geral da República, Roberto Gurgel; e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, além de ministros de estado, governadores, senadores e deputados federais.

Fischer assume o comando do STJ para os próximos dois anos. Ele sucede o ministro Ari Pargendler, que esteve na presidência do Tribunal no biênio 2010-2012. Pargendler passa a compor a 1ª Turma e a 1ª Seção, que analisam matérias de Direito Público, e continuará atuando também na Corte Especial.

Também na sexta-feira, às 13h30, o ministro Felix Fischer receberá a imprensa para uma entrevista coletiva no Edifício dos Plenários.

Perfis
Felix Fischer é um defensor da limitação do número de recursos judiciais. Para o ministro, o processo eletrônico e a Lei dos Recursos Repetitivos trouxeram avanços importantes para o Judiciário do Brasil. Natural de Hamburgo, na Alemanha, Fischer é naturalizado brasileiro e trilhou sua trajetória profissional no Paraná, onde ocupou, entre outras funções, a de procurador de Justiça do Ministério Público estadual. Em 1996, chegou ao STJ em vaga destinada ao Ministério Público.

Gilson Dipp, ministro do STJ desde 1998, foi coordenador-geral do Conselho da Justiça Federal, em 2007, e corregedor nacional de Justiça de 2008 a 2010. Integrou o TSE e é coordenador da Comissão da Verdade, instalada pela Presidência da República. Além disso, foi presidente da comissão de juristas que elaborou o anteprojeto do novo Código Penal.

Revista Consultor Jurídico, 30 de agosto de 2012, 11h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/09/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.