Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Soninha e Russomano

Candidatos são proibidos de usar gravações ao ar livre

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno (PRB) e Soninha Francine (PPS) terão de mudar suas propagandas na TV. A Justiça Eleitoral determinou que os dois suspendam imediatamente o uso de cenas gravadas ao ar livre nas inserções dos partidos durante os intervalos comerciais. O uso de utilização de gravações externas, montagens ou trucagens, computação gráfica, desenhos animados e efeitos especiais nessas inserções é vedado por lei. As informações são do portal Terra.

O juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo São Paulo, Henrique Harris Júnior, decidiu, liminarmente, que Russomanno deve suspender imediatamente o uso das tomadas externas após um pedido da coligação Avança São Paulo — PSDB, PSD, DEM, PR e PV.

Foi também uma liminar que exigiu que Soninha retire do ar as cenas. A decisão foi do juiz auxiliar da propaganda na capital paulista Marco Antonio Martin Vargas, em resposta a pedido da coligação Para Mudar e Renovar São Paulo — PT, PCdoB, PSB e PP.

Apenas as inserções durante programação normal das televisões possuem esse tipo de vedação. Para essas propagandas, as emissoras devem reservar trinta minutos, “a serem usados em inserções de até sessenta segundos, a critério do respectivo partido ou coligação, assinadas obrigatoriamente pelo partido ou coligação, e distribuídas, ao longo da programação veiculada entre as 8h e as 24h”.

Os candidatos candidatos têm 48 horas para apresentar defesa.

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2012, 9h10

Comentários de leitores

1 comentário

Quanto ao russomano não sei

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Mas em relação à Soninha, a única cena, ao vivo, e ao ar livre, que lhe cairia bem, durante a sua propaganda eleitoral, seria a mostra de uma transação normal e corriqueira de uma 'porção' de maconha, vendida abertamente em uma farmácia qualquer da capital, com um fundo ligeiramente enfumaçado pela queima da erva daninha, ou, no caso, da Soninha.

Comentários encerrados em 31/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.