Consultor Jurídico

Artigos

Política Econômica

Meta fiscal tem desvalorizado agentes do Estado

Comentários de leitores

4 comentários

Situação crítica

Renato (Advogado Autônomo)

Se fazem isso com a simples reposição salarial de membros do Poder Judiciário e Membros do Ministério Público, imaginem como anda a situação dos demais servidores públicos !!!!

A LCP sob comento

Azimute (Consultor)

Dr. Suxberger, nada obstante a clareza e consistência do argumento expendido, penso "data maxima venia" que o nó górdio está instalado no modelo financeiro que norteia o Estado brasileiro.
Não há nada contra os servidores da "viúva" receberem salários mais encorpados.
A dificuldade é que os gestores do processo necessitam lidar também com margens de propina, com direitos adquiridos (muitos deles de forma solerte), e um paternalismo que exaure de maneira insensata nosso orçamento.
Em contrapartida temos igualmente um serviço de atendimento entregue pela maioria dos servidores de qualidade sofrível, talvez contrapartida mesmo ao relativo descaso com que são tratados na máquina estatal. Mas dois erros nao fazem um acerto. A mentalidade do funcionalismo público (de modo geral, há exceções) precisa evoluir para considerar que sua atividade é de fundamental importância para o Estado e a sociedade.E isso implica inclusive em serem agentes de mudança, com responsabilidade, no "status quo" reinante, desde o nascedouro das receitas, até sua utilização.
Aí então, as coisas sendo feitas sob um prisma de aperfeiçoamento contínuo, teremos ajustes naturais acontecendo e, no médio/longo prazo, as distorções que V.Sa. apontara serão tão evidentes, como excrecências legais, que o caminho natural será a sua extirpação.
www.clubedepilantras.blogspot.com

Emprego

Gustavo Ribas Alves (Assessor Técnico)

O povo quer é emprego, seja público ou privado. Se há 30 milhões de concurseiros, o número de pessoas procurando emprego deve ser igual ou maior.

Deve estar com a razão

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Deve ser por isso que ninguém quer mais prestar concurso público, procurando apenas empregos no setor privado. Tudo mentira essa história de que há 30 milhões de cidadãos prestando concursos.

Comentar

Comentários encerrados em 21/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.