Consultor Jurídico

Comentários de leitores

12 comentários

Será que ele abandonaria?

Carmem_Soares (Outros)

Será que se o Toron vai abandonar esse caso igualmente agiu em Campinas?
(http://www1.folha.uol.com.br/poder/951883-advogado-abandona-audiencia-e-suspende-depoimentos-em-campinas.shtml)
Caramba ele só defende PTralha

Quem paga esta conta

Marcelo_drum (Estudante de Direito - Internet e Tecnologia)

Quem será que paga esta conta? Com que dinheiro os réus pagam sua defesa? O meu, o seu e o nosso.

reflexo...

Rodrigo P. Martins (Advogado Autônomo - Criminal)

e aqui para os mortais todas estas questões se refletirão...

Show de vaidade

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

O pré-candidato a presidência da OAB/SP, Toron, já se manifestou publicamente favorável a abertura dos escritórios estrangeiros para atuarem no Brasil. Este é o candidato que o tal apóia, que defende as prerrogativas profissionais, mas, no julgamento do mensalão levou literalmente um pito e, não falou nada, ficou quieto, deixou que suas prerrogativas fossem violadas! Desde quando usar powerpoint, em sustentação oral, que não tem previsão legal e, que já tinha sido decidido por 5x4, é imprescindível?! O midiático queria que fosse julgado novamente, isso não é procrastinação? Transformar a defesa técnica, que deve atender o interesse do réu, num show midiático, a satisfazer o ego incontrolável do advogado Toron, que busca unicamente chamar toda atenção sobre si. Ora, está na cara que Toron, quer aproveitar a gigantesca mídia natural que esse processo provocará, para protagonizar um desagradável show de vaidade, tornando-se o foco central das atenções, com esse nefasto expediente de soberba desmedida. ‎Realmente este é o melhor candidato a presidente da maior entidade civil da América Latina? "O tambor faz muito barulho, mas é vazio por dentro."

Jogando para a galera

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O Supremo Tribunal Federal vem seguindo um rígido cronograma visando produzir um julgamento nulo, na medida em que o caso for submetido à CIDH. Em suas vaidades, os Ministros acreditam que por serem "instância máxima" qualquer condução do feito ou resultado apresentado ao final é "justo", buscando com maior ênfase um alinhamento com a opinião pública do que um real julgamento técnico. Vamos ver no que isso vai dar.

O que há de fato é cerceamento de defesa

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Para verificarmos se está presentes no caso do Mensalão o "ius esperniandi", "procrastinação", e outras balelas, deveríamos verificar quanto de tempo é gasto pelas cortes mundo afora para julgar casos complexos e rumorosos. É comum em países civilizados julgamentos se estenderem por vários meses, trabalhando as cortes exclusivamente em um único caso, de segunda a sexta. Alguns julgamentos ultrapassam mais de um ano. Lembro-me de ter lido algumas reportagens sobre um jogador de bola brasileiro, que ateou fogo em sua própria casa na Alemanha. Segundo dito, todos os dias, antes de continuar os trabalhos, a juíza responsável pelo caso lia toda a prova que havia sido produzida nos dias anteriores, o que consumia várias horas. Testemunhas e peritos, em países civilizados, são ouvidos e reouvidos várias vezes. Pelo cronograma divulgado pelo STF, o Mensalão não consumirá mais do que dois meses, sendo certo que a Corte não estará concentrada somente neste caso durante o período. Assim, vale dizer que há procrastinação?

Reconfortante...

Directus (Advogado Associado a Escritório)

...é saber que nem todo advogado é CHICANEIRO.

De fato...

Richard Smith (Consultor)

.
A ontologia das coisas demonstra que o tambor, instrumento de percussão que é, serve justamente para fazer BARULHO (marcar a marcha, alertar, acompanhar outros instrumentos, dar ritmo à banda, etc.).
.
Também dizem que o vento não é "nada", mas experimentem ficar no caminho de um tornado, ainda que de "classe 1"!
.
O duro mesmo é ver safados tentando impingir o barulho do "rataplan" travestido de sabedoria e para tentar ocultar outros sons (o da verdade, por exemplo!). Ou ainda, de sátrapas, dando de ingênuos, não acham?!
.

Provérbio

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

‎"O tambor faz muito barulho, mas é vazio por dentro."

Não concordo!

Richard Smith (Consultor)

.
Até o chamado "Jus Esperneandi" tem os seus limites! O camarada flagrado esfaqueando a velhinha na frente de 20 testemunhas e preso de pé sobre o cadáver, com a faca na mão, não tem o direito de esperneio lá muito amplo, não acha?
.
Aqui no Brasil, muito mais do que o respeito à ampla e devida defesa, há um PRESSUPOSTO geral a favor do Réu, resquícios de tempos mais autoritários mas que age diretamente contra a Sociedade (que precede o Estado, nunca nos esqueçamos, e que lhe empresta poder e autoridade), contra as noções de Justiça e a favor da IMPUNIDADE, a mais geral.
.
No caso presente, as provas são esmagadoras: dinheiro foi desviado dos cofres públicos via BANCO DO BRASIL e VISANET e "requentados" através de empréstimos fajutos feitos por alguns bancos ao PT para não serem cobrado e nem pagos nunca. E, coincidentemente, foram para "pralamentares" da chamada "base alugada", digo, "Base Aliada" e, mais coincidentemente, ainda (ah, sabe-se como são muito surpeendentes essas coincidências, não?!) sacados pelos ditos "pralamentares", logo depois de votações em assuntos-chave para o (des)govenro que nos assola há já onze anos!
.
CRIME GRAVÍSSIMO, que em outros países poderia ser qualificado como de ALTA TRAIÇÃO, justamente pela cooptação de um Poder pelo Outro, ao qual deveria fiscalizar e eventualmente fazer oposição!.
.
Comparando, seria como se amanhã se descobrisse que o Executivo mandou compor "malotes" que eram regularmente entregues aos juízes do Supremo ou do STJ na hora de julgamentos de assuntos que pudessem favorecer ou desfavorecer o Executivo! O que se diria de coisa como essa?!
.
Simples assim!

desde quando

Ciro C. (Outros)

Existe processo, existe o chmado ius esperniandi.
Alguns (profetas do apocalipse), independente do resultado. Vao dizer que deu tudo errado, que os juizes sao ladroes, que tudo é pizza, etc, etc.
Eu, acho que o Brasil esta dando mostras de amadurecimento e de democracia.

Procrastinação

Le Roy Soleil (Outros)

Se todos os advogados resolverem levantar questões de ordem, não se chegará ao julgamento nunca. O Min. Ayres Brito indeferiu de plano porque já sabia o que viria, e a matéria já estava vencida (pouco importa o placar, o que importa é o resultado). Andou bem o Min. Ayres Brito em manter a ordem dos trabalhos e garantir que o julgamento siga o cronograma já estabelecido.

Comentar

Comentários encerrados em 14/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.