Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nota de Falecimento

Morre o advogado criminalista Hélio Bialski

Morreu na madrugada desta segunda-feira (30/4) o advogado criminalista e professor Hélio Bialski. A causa provável da morte é infarto. 

Entre outras atribuições, ele foi presidente da Associação dos Advogados Criminais do Estado de São Paulo (Acrimesp) e professor da FIG-Unimesp — Centro Universitário Metropolitano de São Paulo. Bialski graduou-se em Direito na Universidade Mackenzie, na turma de 1965.

O enterro acontecerá logo após o velório, que será na próxima terça-feira (1/5), das 8h às 12h, no Cemitério Israelita do Butantã, na avenida Engenheiro Heitor Antônio Eiras Garcia, 5.530, em São Paulo. 

Filho de imigrantes judeus, Bialski enfrentou e superou muitas adversidades, recorda o advogado Alberto Zacharias Toron. "[Bialski] Tratava gente humilde e funcionários fraternalmente. Divertido como amigo, era um exímio advogado. Saudades".

O advogado criminalista Frederico Muller ressaltou o papel de Bialski como um "símbolo importante da luta pela liberdade". "O Dr. Bialski foi um lutador e teve um papel importante no reconhecimento das prerrogativas dos advogados. Um assíduo defensor dos direitos, ícone da defesa de clientes, inclusive na ditadura", disse. 

O presidente da Acrimesp, Ademar Gomes, lembrou da passagem de Bialski pelo comando da associação.“Ele foi o eterno presidente da Acrimesp e vai deixar muitas saudade para todos nós."

Luiz Flávio Borges D'Urso,  presidente da OAB-SP, encaminhou condolências à família e destacou a contribuição de Bialski à advocacia criminalista. "Liderou a advocacia criminalista na Acrimesp e deixou um importante legado na defesa das prerrogativas profissionais", afirmou.

O advogado Ricardo Sayeg declarou que Bialski era um "excepcional advogado". "Hélio Bialski era amigo da minha família há mais de 50 anos, que me viu criança de colo. Sentirei saudades", lamentou.

Revista Consultor Jurídico, 30 de abril de 2012, 12h40

Comentários de leitores

21 comentários

Que tristeza...

Flávia Cibelli Rios (Advogado Autônomo - Criminal)

Meu querido, amado, meu alter ego: HÉLIO BIALSKI. Com ele aprendi a dar os primeiros passos na advocacia criminal. Com ele aprendi estar em FESTA nos momentos de FESTA. Aprendi a fazer valer minhas prerrogativas profissionais, da Banca ao T...ribunal, a ser combativa, a não transigir, NUNCA, na defesa do meu cliente. Aprendi que LIBERDADE É PALAVRA DE ORDEM. Aprendi, sobretudo, a amar com o mais alto respeito, esse homem tão complexo nas suas circinstâncias...Estou em LUTO !

Advogado e amigo

Iraci Sanchez Opice Blum (Advogado Autônomo - Família)

Preciso dizer a quem puder ler estas palavras, que nós advogados perdemos um grande e valente colega.
Hélio era aquele advogado que defendia sem temeridade, que sabia o que dizer e que brigaga se preciso fosse.
Sou um pouco mais jovem e tive uma lição qua jamais esquecerei.
Hélio, a meu pedido, foi defender um médico em uma audência de um processo administrativo interno, a Comissão, tão cheia de impáfia e querendo nitidamente prejudicar esse médico,pediu a ele para apresentar a "carteirinha" de advogado" e, aí, ele, em resposta, mostrou o que é ser um bom advogado.
Nessa oportunidade, acabou mostrando a todos o que é um "advogado".
O cliente, lógico, teve um resultado satisfatório, mas que era merecido.
Tenho outros fatos que me comoveram e me impressionaram na atuação dele como advogado, mas em todos eles o que me emocionou foi a grandeza da amizade dele.
Foi bom e maravilhoso ter um amigo com ele.
Estou fora do país e fiquei triste em saber de sua morte.
Queria poder abraçar ao Daniel, filho com quem tive contato.
Daniel, seu pai era um homem bárbaro, um profissional competente, valente e destemido.
Sei que ele preparou você para prosseguir.
Muitas saudades.
Iraci Sanchez Opice Blum

Respeito

Pek Cop (Outros)

Hoje a polícia civil perde o maior defensor de seus direitos, uma pessôa humana e humilde acima de tudo! mas felizmente Deus é maior e deixou um fruto que é seu filho o Dr. Daniel Leon Bialski, um ser humano dotado de luz, inteligência e profunda compaixão, nunca vou me esquecer que conversei com o Dr. Daniel em uma atitude de desespero e ele me acolheu em seu escritório e hoje apos 11 anos que tenho o privilégio de estar sendo defendido por ele em minha revisão criminal, "pasmem"o Dr. Daniel NUNCA ME PEDIU UM TOSTÃO por acreditar em minha inocência e saber que minhas condições não alcançam o nível do escritório. Bom preciso para de chorar...fique com Jesus Cristo Dr. Hélio, sinto que irei em breve conhece-lo. humildemente pek.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.