Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direitos humanos

Antônio Cançado faz conferência em Brasília

“A tensão entre as imunidades jurisdicionais do Estado e os crimes internacionais” é o tema da conferência que o juiz Antônio Augusto Cançado Trindade, da Corte Internacional de Justiça, fará nesta quinta-feira (19/4) no Ministério da Justiça, em Brasília (DF).

Referência mundial na proteção da pessoa humana e em direitos humanos, Cançado Trindade foi diretor-executivo do Instituto Interamericano de Direitos Humanos e juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos, entre 1994 e 2008.

No mesmo ano, foi eleito juiz da Corte Internacional de Justiça com os votos de 163 dos 192 Estados-membros da Assembléia Geral da ONU. No Conselho de Segurança, Trindade alcançou o apoio de 14 dos 15 membros. Foi a maior votação já recebida por um magistrado para integrar a corte. Seu mandato expira em 2018.

Cançado Trindade também é professor emérito de Direito Internacional Público da Universidade de Brasília e do Instituto Rio Branco. Graduado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, é mestre e doutor em Direito Internacional pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra.

O evento será promovido pelo Ministério da Justiça e pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare). Com informações da assessoria de comunicação social do  Ministério da Justiça.

Serviço:
Conferência “A tensão entre as imunidades jurisdicionais do Estado e os crimes internacionais, com Antônio Augusto Cançado Trindade
Data: quinta-feira (19/4)
Horário: 14h30
Local: Auditório Tancredo Neves (Sede do Ministério da Justiça, 2º andar)

Revista Consultor Jurídico, 18 de abril de 2012, 17h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.