Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Pouca vergonha

Pek Cop (Outros)

Nao da para entender...tiveram a pachorra de fazer uma mobilização nacional nas urnas com tantas outras matérias mais importantes para o povo brasileiro decidir e após a vitoria pelo nao desarmamento, nossa guardiã a pf fica se fazendo de desentendida pisando nas pessoas que a procuram e que realmente necessitam de defesa! Essa humilhação e dificuldade para usar legalmente arma de fogo necessita urgentemente ser revista ou então voltar novamente para as mãos da policia civil a expedição de portes de arma que acredito ser a melhor instituição para fornecer. Pek

Um absurdo entre outros absurdos...

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Sim, é um ABSURDO o PODER PÚBLICO não se manifestar oportunamente sobre um requerimento do CIDADÃO, como se tal não tivesse nenhuma importância (alguém da POLÍCIA FEDERAL resolveu ir a festas ou tirar férias e deixou de despachar o requerimento do Cidadão, simplesmente...). E no caso, a consequência foi desastrosa: o CIDADÃO foi preso em flagrante, respondeu a PROCESSO CRIMINAL com todas as infâmias que isso traduz...tudo por causa de uma mera indolência paga pelos nossos tributos. Isso é um absurdo, MAS, ABSURDO MAIOR é a própria legislação sobre ARMAS no BRASIL: primeiramente é retirado do CIDADÃO o DIREITO À LEGÍTIMA DEFESA (direito NATURAL, aliás, só DEPOIS deferido ao PODER PÚBLICO); depois, como se não bastasse, dispensa um tratamento odiosamente DISCRIMINATÓRIO relativamente aos CIDADÃOS desta REPÚBLICA: quem pode pagar SEGURANÇA PRIVADA pode "PORTAR" as arma que seu dinheiro suportar, pois, andar acompanhado de CAPANGAS armados até os dentes É EQUIVALENTE A ANDAR ARMADO!!! Vejam simples mequetrefes que dispõem de poder aquisitivo, contratar logo SEGURANÇAS que vão com eles para todos os lugares, ARMADOS: cantores, artistas de televisão, banqueiros, empresários, etc...ORA, qual o motivo desse escandaloso tratamento? Já se provou que o CRIME hoje alcança TODOS os estamentos sociais, e não somente os RICOS: aliás, os assaltos ocorrem com maior frequência nas periferias das Cidades, justamente onde o PODER PÚBLICO etá MAIS ausente (falta iluminação e a POLÍCIA não está presente com a mesma frequência que se vê noslocais mais requintados; aliás, mesmo para atender chamados nessas localidades, a POLÍCIA demora mais a chegar). Sim, o PORTE de ARMA deve ser expedido com alguns cuidados, MAS NÃO SER IMPOSSÍVEL TIRÁ-LO. É UM DIREITO DO CIDADÃO.

Parabéns!

Dr. Marcelo Cruz (Professor Universitário - Criminal)

Parabéns à 2a Câmara de Direito Criminal do TJ/SP pela brilhante decisão. Assim como o citado empresário santista, inúmeros brasileiros são diuturnamente prejudicados pela inércia das autoridades competentes.
congratulações
Dr. Marcelo Cruz e equipe

decisão acertada

Dr. Marcelo Cruz (Professor Universitário - Criminal)

Fui o advogado do recurso da matéria exposta e, concordo plenamente com o comentário do Professor, citado acima.
Realmente, assim como esse empresário santista absolvido, inúmeros brasileiros trabalhadores, se sentem refém da Legislação, sobretudo, do Estatuto do Desarmamento, que acabou por desarmar, em várias situações, somente o homem de bem, eis que o delinquente que portava uma arma para cometimentos de outros crimes, não deixou de andar armado por conta da referida Lei (estatuto do desarmamento).
A par disso, a cada dia, novos obstáculos são criados para dificultar que o pai de família, consiga o seu devido Porte de Arma, sem se falar, como no caso veiculado, da morosidade do órgão competente.
Finalizo, agradecendo todos os advogados e estagiários do meu escritório que colaboraram na pesquisa de Jurisprudências desse caso.
Dr. Marcelo Cruz

legitima defesa com dedo?

Republicano (Professor)

É um absurdo, o bandido não compra armas em loja. O cidadão brasileiro vem perdendo cidadania ao se vê impossibiitado de proteger sua vida e de seus familiares. São muitas as exigências da PF, até para promotores e juízes. O cidadão tem o direito de decidir se enfrenta ou não o agressor, ainda que o risco seja iminente. Pra quê, então, a legitima defesa se somente a poicia, hoje, pode portar arma? Agora, têm policiais nas esquinas das casas e ruas para nos proteger? O Congresso precisa, urgentemente, revisar o estauto do desarmamento, mesmo porque o povo já decidiu contra a proibição do porte. parabéns ao TJSP.

Comentar

Comentários encerrados em 26/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.