Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Investigação em jogo

Deputada pede ao STJ prisão preventiva de governador

A deputada distrital Celina Leão (PSD) acusa o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), de uso da máquina administrativa para chantagear testemunhas envolvidas nas investigações criminais contra ele. A informação é de reportagem da Folha.com.

Ela pediu ao Superior Tribunal de Justiça a prisão preventiva de Queiroz, envolvido no processo que investiga desvio de verbas no Ministério do Esporte na época em que ele era o chefe da pasta. O pedido foi encaminhado ao ministro César Asfor Rocha, relator do processo no STJ.

Para a deputada, as investigações criminais "foram e podem continuar a ser deturpadas, em face da possível organização criminosa agindo no seio do governo do DF em prol dos interesses individuais do governador".

A deputada também cita a suposta utilização da máquina administrativa, por meio de abuso de poder de demitir e contratar servidores comissionados, bem como a liberação de vultosas quantias para empresas ligadas a aliados políticos.

Revista Consultor Jurídico, 18 de abril de 2012, 17h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.