Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Já estou rezando porque sou 0 2º

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Então iremos juntos para o além. Tenho certeza, porém, que se formos para o sub-solo, encontraremos tantas figurinhas carimbadas que o 'tinhoso' vai pedir para que a C.F. volte ao 'status quo'. rs.

Sem momento adequado

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se essa Constituinte que cita, prezado Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório), de fato ocorrer no contexto político atual, livre para instituir a pena de morte, não tenho dúvidas de que com o sistema judiciário que temos estarei em primeiro entre os executados, juntos com todos os demais homens livres que ainda não se venderam ao Partido dos Trabalhadores e às grandes empresas.

Lei do Talião

Marcio -Professor e Mestre em Direito (Procurador do Município)

Se depender da população que "estuda" direito penal através dos Datenas e Gil Gomes da vida, ou mesmo de alguns advogados que jamais ouviram falar de Zaffaroni, logo voltaremos às ordálias e ao Talião.
Tenho uma tese não formalmente exposta, de que a redução da maioridade penal apenas vai fazer com que se usem crianças cada vez mais jovens para delinquir.

E não se fala em cobrar pela bala ?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Cingapura; China e mais alguns outros redutos totalitaristas, costumam também cobrar o preço da bala gasta para executar bandidos de alta periculosidade.(isso, a princípio, que os torna totalitaristas) Poderíamos começar democraticamente fazendo isso de graça naqueles crimes cuja repercussão da população, por mais gritante que seja, jamais conseguirá aquilatar nem a metade do que sente uma vítima ou seu familiar, quando exposto(a) e dominado(a) por facínoras. Portanto,como não opinei na pesquisa que se alega ter sido feita, voto no sentido da criação de 1 Comissão Constituinte Originária, para analisar e revogar certas cláusulas pétreas e, após, contemplar-se os dois tipos de penalidade: pena de morte e p. perpétua, ambas podendo ser cumuladas, i.é, mais de uma pena de morte e mais de uma p.perpétua, como em alguns estados dos E.U.A. Se a criminalidade não cair pela metade, é só voltar ao sistema que temos hoje.

Gaiola de loucos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se for dar voz à "gaiola de loucos" que frequentemente estão a "opinar" sobre questões penais sem ter o mais longinquo conhecimento de criminologia, não há dúvida de que o país vai mergulhar em uma ditadura judiciária caso essas "opiniões" sejam incorporadas ao Código Penal. O crime, seus mecanismos de represão, pena, etc., etc., é assunto para criminalistas, não para "opinadores de plantão" que se deixam seduzir por qualquer pretexto bobo achando presunsozamente que os séculos de estudos sérios sedimentados na área penal nada valem diante "do notável saber jurídico" adquirido vendo programas televisivos sensionalistas, ou revistas de fofoca.

Comentar

Comentários encerrados em 23/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.