Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reconhecimento de liderança

Primeiro presidente negro da OAB-SP será homenageado

O advogado Benedicto Galvão, primeiro presidente negro da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, será homenageado na Câmara Municipal de São Paulo, no dia 11 de abril, às 19h.

“Os advogados e a sociedade civil devem conhecer a contribuição de suas lideranças afro-descendentes na construção da cidadania e daqueles que atuaram para combater o racismo em todas as suas formas. Essa homenagem vem ao encontro desse nosso desejo. É preciso resgatar a memória dos líderes que escreveram a história da advocacia e da cidadania no Brasil”, afirmou o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

Para o presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB-SP, que organizou o evento, Eduardo Pereira da Silva, a homenagem “é um reconhecimento da instituição ao trabalho prestado pelo presidente Benedicto Galvão, afro-brasileiro que fez história na sua gestão em 1940 e 1941 e aos homenageados que, em 2011, reconhecidamente, combateram o racismo e desenvolveram políticas de inclusão social”.

Benedicto Galvão presidiu a OAB SP durante o afastamento de Noé Azevedo e é considerado o primeiro presidente negro da OAB-SP. Nasceu em uma família humilde no interior do estado, veio para São Paulo, formou-se na escola complementar, anexa à Escola Normal da Praça da República, trabalhando como auxiliar de escritório e professor nos bairros da Bela Vista e Liberdade. Diplomou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1907, passando a advogar no famoso escritório de Alfredo e Ernesto Pujol. Morreu em 11 de julho de 1943. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 4 de abril de 2012, 6h05

Comentários de leitores

3 comentários

Incentivo

Pek Cop (Outros)

Homenagem positiva para uma entidade que busca pessoas que merecem e sao exemplo de vida!, O Dr. Benedicto Galvão mostrou que eh assim que se faz quando não se tem condições, ele lutou estudou e deixou uma semente que acaba de brotar..., vamos seguir os passos deste digno magistrado.pek.

Primeiro e único presidente negro da OAB ?

Mundim Nonatim (Outros)

Eu não sei. Mas não seria este o primeiro e "único" presidente negro da OAB-SP? Pois, se houve outro depois dele, mereceria também a mesma homenagem.

E paisinho!!!

Manente (Advogado Autônomo)

Como diz aquele velho dito popular: "Esperam o falecimento, para homenageá-lo".
É cada uma, heim???
Esta na hora de mudar e de homenagear, aqueles que merecidamente fizeram algo pela advocacia, mas, que aconteça em vida.
Chega de hipocresia!!!

Comentários encerrados em 12/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.