Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Governador investigado

Gravações em DVDs desaparecem de processo no STF

Dois dos cinco DVDs da investigação contra o governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), foram substituídos por capas de DVDs vazios sem gravação. O desaparecimento foi notado pela ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia, em outubro do ano passado, quando ela iria analisar a ação. A ministra já oficiou a 5ª Vara Federal de Campo Grande (MS) solicitando cópia do conteúdo e determinou apuração da responsabilidade do sumiço.

Nas gravações dos DVDs, feitas pela Polícia Federal, André Puccinelli Junior, filho do governador, conversava com assessores e com o deputado federal Edson Giroto (PMDB-MS) sobre uma falsa lista de eleitores que seria usada para acusar o candidato do PT Semy Ferraz, nas eleições de 2006, de compra de votos.

Com base nesses diálogos, em setembro do ano passado o Ministério Público Federal pediu a condenação de cinco pessoas por denunciação caluniosa, entre elas o próprio Giroto e Pucinelli Junior. O desaparecimento dos DVDs inviabiliza a continuidade das investigações. Isso porque o STF tem de atestar a autenticidade de grampos telefônicos antes de julgar o caso.

Ferraz disputava, em 2006, vaga para deputado federal pelo PT-MS e fazia críticas abertas a Puccinelli, então candidato ao governo do estado. Segundo a Ação Penal 605, o governador comandava um esquema para neutralizar Ferraz. Com informações de A Justiça do Direito On Line.

Revista Consultor Jurídico, 3 de abril de 2012, 16h32

Comentários de leitores

6 comentários

NINGUÉM TEM CULPA

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

É que existem muitos ratos no STF e nem as constantes desratizações têm conseguido acabar com eles. Como se sabe, rato come qualquer coisa, então, provavelmente comeram também os CDs, deixando somente as capas (são muito duras até para ratos e não têm gosto de nada).

Brasil

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Obvimente que deve haver uma cópia disso. Mas como andam as coisas no Brasil, não seria de espantar se a cópia também sumisse...

DORIL

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

É que tomou doril!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.