Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novos ministros

Buzzi e Bellizze tomam posse como ministros do STJ

O sentimento de renovação que marcou a cerimônia de posse dos novos ministros Marco Aurélio Bellizze e Marco Aurélio Buzzi no Superior Tribunal de Justiça esteve presente no discurso de quase todos os presentes, realizado na tarde desta segunda-feira (5/9), na sede do STJ.

Na opinião do ministro do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, as "novas caras" serão importantes para que o STJ se atualize e desenvolva novas doutrinas. Já para o ministro do Supremo Tribunal Federal Ayres Britto, os novos ministros do STJ "são reconhecidamente pessoas agregadoras atualizadas juridicamente". Ophir Cavalcante, presidente do Conselho Federal da OAB, concorda com Britto, e acrescenta que "novos posicionamentos solidificam o compromisso do STJ com a cidadania, com a Justiça e com a lei".

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não falou em renovação, mas ressaltou ainda mais o conhecimento jurídico de Buzzi e Bellizze. "Cada um deles tem grande carreira que os credencia para o exercício desse cargo", declarou.

Bellizze, que vai atuar na área criminal, disse estar muito emocionado com o novo cargo, mas ao mesmo tempo não esconde o desafio que tem pela frente. "Saio de um tribunal em que nós julgávamos num mês o que recebíamos no mês anterior e venho para um tribunal em que eu pego um gabinete com acúmulo de cerca de oito mil processos", contou. Por conta disso, ele afirmou que vai batalhar contra a desvirtuação do Habeas Corpus, que é preciso ser racionalizado e aplicado corretamente.

Já Buzzi ficará em órgão julgador especializado em Direito Privado. Ele se diz um defensor de meios extrajudiciais de resolução de conflitos, mas reconhece que há resistência cultural às medidas. "Fomos formados na faculdade para litigar", disse. Buzzi integra o Comitê Executivo do Movimento pela Conciliação do CNJ. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

Revista Consultor Jurídico, 5 de setembro de 2011, 19h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/09/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.