Consultor Jurídico

Notícias

Dinheiro público

MPF-RS denuncia desvio de doação feita pelo governo

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul ofereceu denúncia à 3ª Vara Criminal da Justiça Federal de Porto Alegre contra cinco acusados de desvios na Operação Telhado de Vidro. A ação apurou o desvio de telhas de amianto compradas pelo governo federal e entregues à Defesa Civil do Estado, para distribuição a vítimas de desastres naturais, em 2009. 

José Antônio de Carvalho Medeiros, Carlos Eduardo Rossi, Vilson Luís Fernandes, Pedro Roberto de Lima e Jorge Luís Cardias foram denunciados por formação de quadrilha, que pode gerar uma pena de um a três anos de reclusão; e receptação qualificada, que pode resultar numa condenação de três a oito anos de reclusão.

Medeiros, apontado na denúncia como mentor dos crimes e chefe da quadrilha, é um oficial aposentado da Brigada Militar — a Polícia Militar gaúcha. Em circunstâncias ainda não devidamente esclarecidas, segundo a denúncia, ele obteve mais de três mil telhas furtadas ou desviadas dos estoques da Defesa Civil. A partir de então, com o auxílio dos demais denunciados, passou a comercializar o material na Grande Porto Alegre, vendendo-os a particulares e a empresas de material de construção. A quadrilha movimentou mais de R$ 90 mil na venda ilegal das telhas.

Por falta de provas, não foram denunciados os membros da Defesa Civil, que eram suspeitos de participação no esquema. Com informações da Assessoria de Imprensa da Procuradoria da República no RS.

Clique aqui para ler a denúncia

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2011, 14h26

Comentários de leitores

1 comentário

É QUESTÃO DE GENÉTICA

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Ainda bem que a participação do Brasil na segunda grande guerra mundial foi pífia. Já imaginaram se, tal qual os japoneses, fossem arregimentados voluntários 'Kamikases' para pilotarem aviões e lançá-los contra navios inimigos ? Duas coisas aconteceriam: a) Ninguém ia se matar pela pátria. b) Furtariam os aviões para revendê-los depois da guerra cabada.

Comentários encerrados em 05/11/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.