Consultor Jurídico

Sem constrangimento

Negado HC a jogador de futebol acusado de assassinato

O jogador de futebol Janken Ferraz Evangelista, acusado de assassinar a facadas sua ex-companheira em março de 2009, em São Paulo, teve liminar negada pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça. Após o crime, ele pegou o filho que tinha com a vítima e fugiu para a casa da mãe na Bahia, onde acabou sendo preso.

A ministra observou que a concessão de liminar em Habeas Corpus é excepcional e exige clara comprovação do constrangimento ilegal, o que não ocorreu no caso. Para a relatora, não existe ilegalidade manifesta no decreto de prisão cautelar, cuja fundamentação, segundo ela, é idônea e se baseia em elementos concretos dos autos, como o modo de execução do crime e o fato de o réu ter fugido para outro estado.

Por fim, a ministra Maria Thereza de Assis Moura destacou que o pedido de liminar era inadequado porque se confundia com o próprio pedido principal do recurso em Habeas Corpus, que será julgado pela 6ª Turma do STJ.

Com a liminar, a defesa pretendia que o jogador, que cumpre prisão preventiva, pudesse responder ao processo em liberdade, pelo menos até que o STJ julgue o mérito de recurso em HC impetrado em seu favor. Ao negar pedido anterior de HC, o Tribunal de Justiça de São Paulo havia apontado “a extrema violência e a nítida covardia” do réu no cometimento do crime, supostamente praticado diante do filho menor do casal. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

RHC 28.879

 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 7 de outubro de 2011, 19h51

Comentários de leitores

1 comentário

AVESSO DO AVESSO, DO AVESSO DO AVESSO

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

SRA. MINISTRA: O jornalista PIMENTA NEVES também matou a companheira a tiros, e pelas costas, na presença dos pais daquela e respondeu ao processo em liberdade. ROGER ABDELMASSIF estuprou mais de 70 mulheres, tinha dupla nacionalidade, respondeu em liberdade e ainda lhe foi concedida licença para fugir do país quando condenado (fuga anunciada ao renovar o passaporte em pleno curso do feito). MISAEL BISPO, matou e escondeu o corpo da vítima, escafedendo-se nas duas vezes em que teve a prisão preventiva decretada (o que prenunciava a sua intenção de não se submeter, preso, ao processo) Assim continuou, depois da concessão de dois HCs. até a terceira e derradeira fuga, em face de um novo Mandado de Prisão Preventiva. Inúmeros outros delinquentes eventuais também responderam e respondem em liberdade. Onde está fundado o seu conceito de Justiça? No poder econômico ? Na influência pessoal do acusado ? Na arbitrariedade ? Ou seria no desconhecimento da jurisprudência e legislação vigorantes ?

Comentários encerrados em 15/10/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.