Consultor Jurídico

Greve de juízes

Ajufe afirma que apoia greve de juízes trabalhistas

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), entidade nacional de representatividade dos juízes federais brasileiros, divulgou uma nota nesta segunda-feira (21/11) em que manifesta “integral e incondicional apoio” à paralisação dos 3.600 magistrados do trabalho em 30 de novembro.

A decisão de paralisar as atividades foi votada na Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra) e a Ajufe destacou que as intimações e citações dos processos de interesse da União, em trâmite desde 18 de outubro, só serão feitas dia 29 de novembro.

A Ajufe afirma que pauta reivindicatória é a mesma da primeira paralisação em 27 de abril deste ano: segurança, estrutura de trabalho, política de proteção à saúde, remuneratória e previdenciária. Segundo a nota, mais de 30 juízes federais foram ameaçados de morte e uma juíza foi assassinada, no Rio, somente no último ano. O movimento dos juízes quer ainda a revisão anual do teto, conforme determina a Constituição. A revisão teria ocorrido apenas uma vez desde 2005, ocasionando perda de mais de 20% nos últimos 6 anos. De acordo com a Ajufe, tal defasagem salarial afasta da carreira os bacharéis de Direito. Com informações da Assessoria de Imprensa da Ajufe.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de novembro de 2011, 11h42

Comentários de leitores

3 comentários

Greve como forma de defender direitos

Casteglione (Serventuário)

Advogado pé-rapado não aceita que servidor público tenha salário digno e finge não entender que estão há 5 anos sem reajuste salarial.

Recomendação!

Ricardo T. (Outros)

Recomendo ao juízes trabalhista que prestem concurso para procurador do trabalho. Greve não está com nada!

Se esse é o meio, então...

Flávio (Funcionário público)

Pelo visto o governo só entende se fizer greve. Todo mundo conseguiu reposição no governo Lula, agora vem a Presidenta Dilma dizer que o caixa esta quebrado, quer dizer que só quebrou quando chegou a vez do poder judiciario. Não pode haver dois pesos e uma medida.

Comentários encerrados em 29/11/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.