Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

CRITICAS CONTUMAZES À ADVOCACIA PÚBLICA

FEITOSA (Advogado da União)

É impressionante como o Dr. Marcos Alves Pintar tem o hábito de tentar denegrir a Advocacia Pública e seus membros.
Nos últimos anos, a atuação da Advocacia Pública contribuiu para que a quantidade de erros cometidos pela Administração caísse drasticamente,a AGU já possui mais de 50 sumulas e outras tantas instruções normativas autorizando a não interposição ou desistência de recursos e o número de condenações impostas à União caiu drasticamente.
Talvez esse último ponto seja o que mais desagrada aos críticos da Advocacia Púbica, que atuando firmemente na defesa do Estado tem evitado a sangria do do Erário. Ainda há muito por fazer, sem dúvida. Afinal a Administração não se resume ao Advogado Público. Mas ganhar dinheiro fácil, à custa do contribuinte, ficou mais difícil (desculpem o trocadilho).

Direito à nomeação

FELIPE CAMARGO (Assessor Técnico)

Irrelevantes os motivos que levaram os candidatos a prestarem o concurso ou o fato de a remuneração do advogado público ser supostamente superior a de outro país. Os candidatos aprovados evidentemente têm direito à nomeação.

Correta a atitude dos concursados

Eder Borges (Servidor)

Estamos no Brasil. Realmente, vê-se por todos os lados a necessidade de concretização de políticas públicas como, por exemplo, de saúde pública, ensino e educação, redistribuição de terras, infraestruturas diversas (trânsito, aeroportuária, transporte, aquiviária), regulação de mercados, como o de combustíveis, planos de saúde, previdência, etc! Que são, entre outras, as áreas de atuação do Procurador Federal. Inclusive, há notícias de que o INSS (política pública de previdência social), em razão do reduzido quadro de procuradores federais, constantemente vem se ausentando de audiências, que fatalmente levam à sua condenação. Os Escritórios de Advocacia Previdenciária lucram com isso. É fato!
Que sejam ouvidos os concursados e seus objetivos alcançados: que sejam nomeados e empossados.

Falta de controle popular

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Nos EUA, em média, um "advogado do governo" recebe 1/3 do que paga o setor privado. Os cargos geralmente são ocupados por recém formados, ou por aqueles cuja formação não foi das melhores. Curiosamente, no País em que o Estado comete os maiores abusos possíveis e imagináveis, temos uma situação inversa.

Sem pressa

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não sei porque tanto desespero. Certamente que todos os aprovados são juristas da mais alta qualidade técnica, inseridos no mercado de trabalho e recebendo vencimentos em valor muito mais elevado do que receberão como procuradores federais. Assim, como muitos terão os rendimentos diminuídos ao ingressar no serviço público "por amor à profissão", não há motivo para tanta pressa assim.

Comentar

Comentários encerrados em 24/11/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.