Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nome Pejorativo

Jornalista chamado de "bicha" quer indenização

 Diretor do site Futrico e comentarista do ‘Manhã Gazeta’, o jornalista Marcelo Bandeira está processando a MTV e os apresentadores Dani Calabresa e Bento Ribeiro. Ele solicita indenização por danos morais no valor de R$ 300 mil por ter sido chamado de “bicha” durante a edição de 19 de setembro do ‘Furo MTV’.

A atração comandada por Dani e Bento se referiu a Marcelo ao relembrar a gafe cometida por Claudete Troiano, apresentadora do ‘Manhã Gazeta’, que no dia 14 de setembro mandou “um beijo” para a atriz Leila Lopes, morta em dezembro de 2009. Ao lado de Claudete na ocasião, o jornalista foi o responsável por informá-la que a artista tinha falecido.



Marcelo afirma que, independentemente de ser homoafetivo ou não, ser chamado de “bicha” foi uma ofensa desnecessária. Ele cita ter ficado chateado com o termo com o qual o definiram e que essa foi uma atitude “deselegante” dos apresentadores-humoristas da MTV e da própria emissora.

“Tenho família, tem um monte de gente que me conhece e tudo bem, mas numa época em que tem gente apanhando nas ruas devido à homofobia, é muito chato ser definido desse jeito por um canal aberto que se diz esperto e moderno”, diz o diretor do Futrico.



O jornalista também mostra indignação com o uso de termos por parte de muitos veículos de comunicação para distinguir a orientação sexual de alguém. A presença comum de palavras como gay, homossexual e “bicha” são consideradas pejorativas por Marcelo. “Quando faço uma matéria, uma nota, eu não falo ‘o ator heterossexual Bento Ribeiro...’”, diz o comentarista da TV Gazeta de São Paulo. Com informação do Portal Comunique-se.

Revista Consultor Jurídico, 12 de novembro de 2011, 16h30

Comentários de leitores

5 comentários

VERDADE CARA !!!

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

FALAR A VERDADE CUSTA TÃO CARO ASSIM ???

a verdade dói e dá dinheiro...

Luiz Neto (Outros)

...e se alguem me chamar pelo meu nome vou processar!

A culpa é dos franceses

Macedo (Bancário)

Daqui a pouco vai ser homem processando por ser chamado de "homem", mulher processando por ser chamada de "mulher", são paulino inconformado por ser chamado de "tricolor" e gaúcho por ser chamado de... "gaúcho". Que tal "habitante do extremo setentrional brasileiro"?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 20/11/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.