Consultor Jurídico

Notícias

Expressão limitada

Paulo Henrique Amorim deve indenizar Ali Kamel

Comentários de leitores

7 comentários

Vade retro ignorantia!

Richard Smith (Consultor)

Com tanta "lógica" e "raciocínio", que Deus nos livre do patrocínio de tão brilhante causídico como o tipo que se esconde sob a alcunha de mfmseibel, hein?

Racismo?!

Richard Smith (Consultor)

Cara Cris: Desde quando ser contra a política de quotas raciais (aliás, desde quando existem "raças" em se tratando de seres humanos, que partilham de genomas 99,98% iguais entre sí?) é ser RACISTA, figura tipificada como criminosa?
.
As quotas é que são "racistas", pois estabelecem diferenciação vedada pela Constituição a pessoas com base numa auto-declaração de "cor" e a julgamentos de "comissões" no melhor estilo do Apartheid, aonde comissários tentavam prender lápis em cabelos encaracolados para definir quem era "não-branco". Se o lápis não caísse, ái do coitado!
.
Neste "sistema" brilhante, o pobre do loirinho da periferia de Caxias do Sul, digamos, neto de imigrantes italianos, por exemplo, mesmo pobre e carente, concorre em DESIGUALDADE de condições com um espertalhão da classe média carioca, bronzeado de praia e com sobrenome Silva, que se auto-denomine "negro"!
.
A Srta. (?) acha isso justo?

Não é bem assim...

Richard Smith (Consultor)

Caro Dr. Pintar, outra vez discordo de sua opinião.
.
Comprei e li a brilhante obra de ALI KAMEL, que se centra na crítica ao acirramento racial proposto pelo (des)governo "que aí está" (agora na sua versão 2.0, com nova grade frontal e frisos laterais cromados - e muito mais silencioso!) e que procura instilar um comportamento de confronto racial que é estranho ao povo brasileiro. Mais ainda, promove o "sequestro" dos pardos e mulatos ao incluí-los no grupo dos negros (apenas 6,1% da população) para fins de vitimismo e coitadismo!
.
O réu ora condenado, imputou conduta delituosa ao autor, para não variar, do nada, sem qualquer indício e nem mesmo sem a salvaguarda da mera retórica, porque, expungido da profissão de jornalista por fatos conhecidos, dedica-se a um "blog" chapa-branca que advoga incondicionalmente para o PeTismo, de onde obtém financiamento.
.
Então, como diz a sabedoria popular: "Quem diz o que quer..."
.
Saudações

Curioso!

Cris (Advogado Autônomo - Trabalhista)

O autor se diz contra o racismo, mas manifesta contra o sistema de cotas para negros. Para mim, soa um tanto quanto contraditório. Em suma, esse foi o comentário do jornalista. Será que ele não tem razão!?!

ABSURDO

mfmseibel (Advogado Autônomo - Trabalhista)

A justiça é injusta.
A justiça também usa da hipocrisia.
Enquanto condena Paulo Henrique Amorim por escrever o que é verdade e todos/as sabem, não pune os meios de comunicação, que acusam todos os dias a diversas pessoas, sem provas e sem qualquer fundamento.
Lamentável essas decisões do judiciário que demonstram a quem serve o sistema judiciário.

TERRAS TUPINIQUINS

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

O jornalista Paulo Amorim infelizmente foi expressar a sua opinião em relação ao recém canonizado pilantra nº 1 do Brasil, Daniel Dantas. Esse sujeito mostrou ao mundo que em terra Tupiniquim se ganha três vezes quando se é um crápula; primeiro roubando impunemente; segundo sendo protegido de ministro do Judiciário e terceiro recebendo indenizações por supostas ofensas morais que lhe foram dirigidas. Num outro país estaria trancafiado com roupa listrada, uma algema em cada pulso e uma bola de ferro atada por corrente aos pés. Aqui a coisa é diferente, pela indiscutivel inversão dos valores morais.

Retrocesso

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A crítica literária, em regra, não é crime nem sujeita o comentarista a ressarcimento por danos. Parece que estamos voltando à Idade Média, quando todas as opiniões deveriam ser unas.

Comentar

Comentários encerrados em 8/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.