Consultor Jurídico

Magistrados unidos

AMB vai ao STF para discutir melhorias na Justiça

A direção da Associação Magistrados Brasileiros junto com os 36 presidentes das Associações filiadas e os presidentes dos 27 Tribunais de Justiça dos estados se reúnem, nesta terça-feira (31/5), às 14 horas, com o presidente do Supremo Tribunal Federal ministro Cezar Peluso. O encontro será na sede do STF e tem como objetivo discutir temas de interesse da Magistratura nacional.

Dentro os assuntos que serão levantados, vale destacar o Projeto de Lei 7.749/2010, que trata da recomposição dos subsídios dos Magistrados de todo o país. Também está na pauta da reunião a PEC 02, que resgata o adicional por tempo de serviço, e a melhoria na prestação jurisdicional.

A proposta de reajuste pretende corrigir os subsídios em 14,79%, para recompor perdas inflacionárias de mais de cinco anos. Além disso, a AMB quer o apoio do Ministro Peluso ao projeto que resgata o adicional por tempo de serviço (ATS), previsto na nova Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 02/2011, que se encontra na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. As informações são da Assessoria de Comunicação da AMB.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 31 de maio de 2011, 6h20

Comentários de leitores

2 comentários

Promiscuidade

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O que pensar quando um Julgador recebe em sua Corte antigos companheiros de trabalho fazendo reivindicações? Isso, em qualquer país democrático na qual o povo tivesse um mínimo de consciência cívica seria motivo de impeachment já que amanhá ou depois Peluso será chamado a julgar, como magistrado, o tema. Por aqui, porém, é tudo NORMAL.

Sonhar faz bem

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Isso me leva a sonhar que um dia, talvez, a moribunda Ordem dos Advogados do Brasil faça o mesmo, indo ao Supremo Tribunal Federal discutir honorários, prerrogativas, e melhorias nas condições de trabalho dos advogados. Sonhar não faz mal a ninguém, embora isso seja um sonho no momento inalcançável.

Comentários encerrados em 08/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.