Consultor Jurídico

Rumo à meta

Justiça Federal terá escritório de gestão de projetos

O Conselho da Justiça Federal aprovou a implantação e operação dos escritórios de projetos estratégicos e a gestão de projetos e programas no âmbito de toda a Justiça Federal. O objetivo é cumprimer a Meta 1 proposta pelo Conselho Nacional de Justiça para 2011: "Criar unidade de gerenciamento de projetos para auxiliar a implantação da gestão estratégica".

Os escritórios vão contribuir para a gestão integrada de projetos e programas, com padronização de processos, ferramentas e práticas, além da internalização da cultura de medição e alcance de resultados.

Segundo o ministro Ari Pargendler, a gestão é fundamental para o pleno atendimento da missão de "garantir à sociedade uma prestação jurisdicional acessível, rápida e efetiva no âmbito da Justiça Federal".

Estrutura
O Escritório de Projetos Estratégicos centraliza informações, apoia o planejamento, acompanha e controla o desenvolvimento dos projetos estratégicos, mantendo a alta administração informada dos andamentos e pontos críticos.

O Escritório Nacional funcionará no âmbito da Secretaria de Desenvolvimento Institucional do CJF. Localmente, haverá escritórios nos Tribunais Regionais Federais e nas seções judiciárias, sempre na unidade responsável pelo planejamento estratégico do órgão.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Institucional do CJF, Jaqueline Melo, o Escritório de Projetos  é "a estrutura de suporte para a gestão do portfólio de projetos e programas estratégicos, implantando as melhores práticas e difundindo a cultura de gestão de projetos na Justiça Federal". 

A resolução aprovada pelo CJF prevê que o Modelo de Gestão de Portfólio e Operação dos Escritórios de Projetos, bem como a Metodologia de Gerenciamento de Projetos estarão disponíveis no portal da Justiça Federal e serão aprovados em até 180 dias a partir do início da vigência da resolução, por meio de portaria do presidente do Conselho.  Com informações da Assessoria de Imprensa do Conselho da Justiça Federal.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 18 de maio de 2011, 7h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/05/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.