Consultor Jurídico

Gestão judiciária

TRT gaúcho define prioridades para reduzir estoque

O grupo de trabalho recém-criado pelo Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul para acompanhar o nível de estoque de processos no primeiro grau já definiu suas prioridades. São quatro as temáticas: pauta mínima de julgamento; estatísticas sobre produção dos juízes, número de processos por juiz e distribuição dos processos; condições de trabalho; e férias, licenças e afastamentos em geral.

O planejamento ficou definido na primeira reunião da equipe, que aconteceu na última sexta-feira (29/4), na Direção do Foro Trabalhista de Porto Alegre. Em março, este resíduo era estimado em 9,5 mil processos na fase de instrução.

Estiveram presentes à reunião, que acontecerá todos os sábados pela manhã, alguns dos integrantes: os juízes do trabalho Inajá Oliveira de Borba (coordenadora); Cláudio Scandolara; Paulo Luiz Schmidt; Edson Moreira Rodrigues; Graciela Maffei (relatora); e Gustavo Jacques. Também participaram do encontro o juiz auxiliar de gestão estratégica do TRT-RS, Francisco Rossal de Araújo; e o futuro juiz auxiliar da Corregedoria (aprovada pelo Órgão Especial, a convocação ainda aguarda publicação), Rubens Fernando Clamer dos Santos Júnior. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-RS. 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de maio de 2011, 8h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/05/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.