Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Escoriações múltiplas

Telemar deve indenizar por fio solto

Uma motociclista atingida por um fio que se desprendeu de um poste deve ser indenizado pela Telemar Norte Leste (Oi). Com a decisão, a 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve a reparação por danos morais em R$ 4 mil, e fixou em R$ 984,94 a reparação por danos materiais. Cabe recurso.

Quando o acidente aconteceu, em julho de 2010, a motociclista tinha 22 anos. Ela trafegava pela rua Paracatu, em Juiz de Fora, e foi atingida por um fio telefônico de propriedade da Telemar. A estudante conta que o fio se desprendeu do poste, “vindo a laçá-la na altura do pescoço, projetando-a ao solo”. Foram diagnosticados trauma na coluna cervical e escoriações múltiplas.

No recuso apresentado ao TJ mineiro, alegou que era obrigação da estudante provar que a fiação caída era de propriedade da empresa telefônica e que não houve a comprovação de ato ilícito que tivesse sido praticado pela Telemar.

Diante do argumento, o desembargador Marcos Lincoln, relator do recurso, ressaltou que a própria Telemar “poderia fazer a prova de que a fiação não lhe pertencia, indicando, por exemplo, qual concessionária de telefonia atuava naquela região”. Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-MG.

Revista Consultor Jurídico, 29 de junho de 2011, 0h50

Comentários de leitores

1 comentário

QUE MIXARIA

Olympio B. dos S. Neto (Advogado Autônomo)

Com uma decisão concedendo uma condenação tão mixuruca não é de se surpreender que daqui a alguns dias algumas pessoas sejam engargueladas por fios soltos na rua. O que é tiquinho de indenização para uma empresa grande igual a telemar. Tomara que um dia acabe a tese de locupletamento em nossos tribunais.

Comentários encerrados em 07/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.