Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novas vagas

CCJ aprova criação de 47 cargos no TRT da Bahia

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (16/6), o Projeto de Lei 7577/10, do Tribunal Superior do Trabalho, que cria 47 cargos efetivos de analista judiciário no Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, na Bahia, sediado em Salvador. A proposta foi aprovada em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Ter caráter conclusivo significa que o Projeto não precisa ser votado em plenário, apenas pelas comissões em que foi analisado. Se 10% dos deputados federais se manifestarem contra o caráter conclusivo, ele deve ir à votação. Não havendo reclamações, o PL 7.577 vai para votação no Senado.

Segundo o TRT baiano, a criação dos novos cargos prevista no projeto é necessária por causa do aumento no número de casos trabalhistas que chegam todo mês. Outro motivo apontado é a diferença entre a quantidade de analistas e de técnicos no Regional da Bahia.

Ao aprovar o PL, a CCJ acolheu a emenda da Comissão de Finanças e Tributação para adequação orçamentária da proposta. O aumento do número de cargos no TRT-BA, de 12 para 47, já está previsto no Orçamento de 2011. Outros cargos, porém, dependem da autorização expressa e menção na lei orçamentária do ano em que forem contratados.

O relator do Projeto na CCJ, deputado Arthur de Oliveira Maia (PMDB-BA), não analisou o mérito da proposta, apenas os aspectos técnicos. O parecer foi favorável. As informações são da Agência Câmara.

Revista Consultor Jurídico, 16 de junho de 2011, 16h50

Comentários de leitores

1 comentário

XXX

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Uma justiça que deveria ser extinta, como a do trabalho (e o será, certamente, em breve, porque absolutamente desnecessária e extremamente onerosa aos cofres públicos) e mesmo assim não para de inchar a sua máquina. É assustador ver o descaso com que tratam o dinheiro do povo.

Comentários encerrados em 24/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.