Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim do papel

Justiça Militar gaúcha investe na digitalização ações

Um dos mais seguros e eficientes sistemas de monitoramento e operação de processos administrativos. A promessa é da Justiça Militar do Rio de Grande do Sul, que em parceria com dois tribunais militares do país, está trabalhando na adaptação e na implantação do Sistema Eletrônico de Informações.

Desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o SEI chama atenção por duas características: interatividade operacional e eliminação total do papel nos trâmites administrativos. A nova ferramenta é responsável pelo conhecimento de toda informação recebida ou gerada na instituição.

A expectativa é que o SEI esteja disponível em setembro, quando os sistemas de gestão eletrônica de processos administrativos estarão proporcionando o atingimento dos objetivos previstos na Meta 8 da Justiça brasileira, que consiste em implantar a gestão de processos em pelo menos 50% das rotinas administrativas.

Geraldo Anastácio Brandeburski, presidente do TJM-RS, acredita que o sistema vai permitir maior interação e cooperação entre as Justiças Militares estaduais. Segundo ele, o SEI é "um organismo vivo, interativo, promotor de resgate e gerador de conhecimento corporativo e, portanto todos poderão usufruir da informação essencial presente na organização".

O juiz Sérgio Antonio Berni de Brum, corregedor-geral do órgão, conta que o próximo passo será tornar disponíveis por meio eletrônico também os processos judiciais. Com informações da Assessoria de Comunicação da JM-RS.

Revista Consultor Jurídico, 14 de junho de 2011, 8h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.