Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Quinto constitucional

TJ-RS indica promotores para vaga de desembargador

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul definiu na tarde desta segunda-feira (13/6) a lista tríplice que será encaminhada ao governador do estado, Tarso Genro, para a escolha de um novo desembargador na vaga do quinto constitucional do Ministério Público. Constam na relação os promotores de Justiça Fábio Roque Sbardellotto, que recebeu 23 votos; Francesco Conti, com 22 votos; e Alceu Schoeller de Moraes, com 18 votos. Pela primeira vez, a lista encaminhada pelo MP é composta apenas por promotores de Justiça.

Também compuseram a lista sêxtupla encaminhada pelo MP estadual ao Judiciário, e receberam votos, os promotores de Justiça Vera Lúcia da Silva Sapko, 6 votos; Mauro Luís Silva de Souza, 4 votos; e Heriberto Roos Maciel, 2 votos.

Um quinto das vagas nos Tribunais Regionais Federais, dos Tribunais dos Estados e do Distrito Federal é composto por membros do Ministério Público, com mais de 10 anos de carreira; e de advogados de notório saber jurídico e de reputação ilibada, com mais de 10 anos de efetiva atividade profissional, indicados em lista sêxtupla pelos órgãos de representação das respectivas classes. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RS. 

Revista Consultor Jurídico, 13 de junho de 2011, 19h55

Comentários de leitores

2 comentários

magistratura já era...e viva os MPs

- (Outro)

magistratura já era...e viva os MPs....kkkkkkkkk

Muito preocupante

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Significa que ninguém, absolutamente ninguém da 2ª Instância do MP/RS quer migrar para a 2ª Instância do Judiciário Estadual.
Houve tempo em que a Magistratura era, no âmbito público, a carreira de ponta do mundo jurídico. Hoje, está "a reboque". Que o diga a AJUFE, que tenta, no CNJ, equiparar os magistrados federais aos membros do MPF.

Comentários encerrados em 21/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.