Consultor Jurídico

Notícias

Mercado da advocacia

Juiz manda sociedade comercial suspender consultoria

Comentários de leitores

9 comentários

Golpes

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

CONCORDO COM
Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária) E Augusto Toscano (Advogado Autônomo).
.
http://www.google.com.br/#hl=pt-BR&source=hp&q=aposentadoria+s+a&oq=aposentadoria+s%2F&aq=0&aqi=g1&aql=&gs_sm=e&gs_upl=3593l8906l0l16l10l0l0l0l0l891l2984l1.5-1.3&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.&fp=1e33de1689560958&biw=1008&bih=515
.
O site está fora do ar...
.
No site diz: ASSESSORIA em Aposentadoria e Serviços Previdenciários.
.
Estranho, mas verifiquei em nome de quem está o site aposentadoriasa.com.br e apareceu:
aposentadoriasa.com.br
entidade: G. CARVALHO SOCIEDADE DE ADVOGADOS
CNPJ 010.275.496/0001-60
responsável: Guilherme de Carvalho
Acredito que o nome Aposentadoria S/A é que não erstá registrado na OAB.
De qq forma, hj em dia, todos sabem que não acontece nada com os golpistas de todos os tipos.
.
Por ex., no centro de SP há aquelas empresas que dizem garantir um empregos se a pessoa vender um determinado número de planos de saúde ou se vender prestação de serviços diversos. Conheço pessoas que se associaram (compraram o cartão ou assinaram o contrato, pagando LÓGICO) para ter o tal emprego e depois não conseguiram pOis era um golpe.
Os estelionatários estão presos? Evidente que não.

Um caso flagrante

Wagner Göpfert (Advogado Autônomo)

O caso narrado é extremamente flagrante e evidente, além de já ser antigo. A OAB, na verdade demorou muito a tomar providência, não merece os elogios rasgados. Mas uma boa fonte de renda aos advogados está na área tributária de pequenas empresas, cujos empresários, também humildes, recebem “consultorias jurídicas” de escritórios de contabilidade. No contencioso, depois de multados e processados, os honorários são bem maiores, assim como os prejuízos. A OAB nem toca no assunto. http://wagnergopfert.blogspot.com/

Golpes

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

CONCORDO COM
Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária) E Augusto Toscano (Advogado Autônomo).
.
http://www.google.com.br/#hl=pt-BR&source=hp&q=aposentadoria+s+a&oq=aposentadoria+s%2F&aq=0&aqi=g1&aql=&gs_sm=e&gs_upl=3593l8906l0l16l10l0l0l0l0l891l2984l1.5-1.3&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.&fp=1e33de1689560958&biw=1008&bih=515
.
O site está fora do ar...
.
No site diz: ASSESSORIA em Aposentadoria e Serviços Previdenciários.
.
Estranho, mas verifiquei em nome de quem está o site aposentadoriasa.com.br e apareceu:
aposentadoriasa.com.br
entidade: G. CARVALHO SOCIEDADE DE ADVOGADOS
CNPJ 010.275.496/0001-60
responsável: Guilherme de Carvalho
Acredito que o nome Aposentadoria S/A é que não erstá registrado na OAB.
De qq forma, hj em dia, todos sabem que não acontece nada com os golpistas de todos os tipos.
.
Por ex., no centro de SP há aquelas empresas que dizem garantir um empregos se a pessoa vender um determinado número de planos de saúde ou se vender prestação de serviços diversos. Conheço pessoas que se associaram (compraram o cartão ou assinaram o contrato, pagando LÓGICO) para ter o tal emprego e depois não conseguiram pOis era um golpe.
Os estelionatários estão presos? Evidente que não.

O exercicio da advocacia

Augusto Toscano (Advogado Autônomo)

É hora de aplaudir a OAB /SP na pessoa do ilustre Presidente Luiz Flávio Borges D`urso,bem como os Drs. Carlos Roberto Fornes Mateuci e Christian Viana.A OAB como entidade de classe cumpre rigorosamente o seu papel legal e estatutário.Não se pode admitir que o exercicio da advocacia que é privativo do Advogado seja ultrajado.Tenho certeza de que,após essa decisão concedida em sede de liminar,outros eventuais mercadejadores que atuando nos mais diferentes ramos de atividade e,que neles incluem,inescrupulosamente, (ADVOCACIA) irão repensar a pratica ilicita.
A OAB/SP com tais medidas,honra e dignifica a classe,pois demonstra e prova á saciedade que a advocacia somente pode ser exercitada por advogado,não admitindo a presença dessa espécie de aventureiros,para não dizer o mais.

Falsos Advogados uma Praga de Gafanhotos

Cícero José da Silva (Advogado Autônomo - Criminal)

O Exercício ilegal da advocacia se tornou uma praga de gafanhotos, e se a OAB juntamente com a Magistratura, Ministério Público, e os órgãos policiais não apertarem o cerco, muitas pessoas inocentes continuarão a ser prejudicadas por estelionatários. No Fórum Criminal da Barra Funda essa praga é constante, onde ex-presidiários, bacharéis em direito e uma infinidade de picaretas fazem plantão na Sala dos Advogados, passando-se por profissionais do direito, enganando e se apoderando de valores para formularem pedidos de liberdade provisória e demais medida para livrar encarcerados da prisão, se apoderando de valores de pessoas humildes que às vezes procuram a Defensoria Pública e são interceptadas no caminho por esses criminosos. Tomei conhecimento que muitos se utilizam de números de inscrição na OAB falsos pertencentes a outros colegas e sem o menor temor chegam até mesmo a adentrarem em sala de audiência. Portanto, somente com a informatização e consulta na sala da OAB, no DIPO, nas Varas Criminais do número de ordem e autenticidade dos documentos de identidade profissional, e com batidas policiais juntamente com os representantes da OAB é que esses criminosos poderão ser detidos.

Falsos Advogados uma Praga de Gafanhotos

Cícero José da Silva (Advogado Autônomo - Criminal)

O Exercício ilegal da advocacia se tornou uma praga de gafanhotos, e se a OAB juntamente com a Magistratura, Ministério Público, e os órgãos policias não apertarem o cerco, muitas pessoas inocentes continuarão a ser prejudicadas por estelionatários. No Fórum Criminal da Barra Funda essa praga é constante, onde ex-presidiários, bacharéis em direito e uma infinidade de picaretas fazem plantão na Sala dos Advogados, passando-se por profissionais do direito, enganando e se apoderando de valores para formularem pedidos de liberdade provisória e demais medida para livrar encarcerados da prisão, se apoderando de valores de pessoas humildes que às vezes procuram a Defensoria Pública e são interceptadas no caminho por esses criminosos. Tomei conhecimento que muitos se utilizam de números de inscrição na OAB falsos pertencentes a outros colegas e sem o menor temor chegam até mesmo a adentrarem em sala de audiência. Portanto, somente com a informatização e consulta na sala da OAB, no DIPO, nas Varas Criminais do número de ordem e autenticidade dos documentos de identidade profissional, e com batidas policiais juntamente com os representantes da OAB é que esses criminosos poderão ser detidos.

Pouco valor ao profissionalismo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O descaso pelo esforço alheio faz com que a maior parte dos cidadãos brasileiros imagine que advogar é apertar um ou dois botões de um computador e lançar uma assinatura em um pedaço de papel. Ledo engano. A advocacia exige anos de estudo e aperfeiçoamento, além de uma boa dose de vocação para a coisa. Notadamente na área do direito previdenciário, somente os bons profissionais da área estão em condições plenas de prestar uma orientação condizente com a importância que as aposentadorias representam. Cada caso é um caso, e somente conhecendo em minúcias a legislação, o funcionamento do Judiciário, e as raízes da vida laboral brasileira é possível se chegar a uma conclusão segura sobre as providência a adotar. Eu que estou há quase uma década no ramo, não raro estou a consumir várias horas de trabalho com pesquisas visando demonstrar aos magistrados aspectos fáticos e jurídicos relacionados ao tema, que sequer podem ser compreendidos por quem não possui formação jurídica. Advocacia é coisa séria, e ariscar-se com leigos é a forma mais segura de ter prejuízo certo.

Picaretagem

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Ao contrário do que sustenta o daniel (Outros - Administrativa), inexiste qualquer tipo de polêmica sobre o tema. Qualquer pessoa ou empresa que de alguma forma venha a analisar um caso de aposentadoria, seja no que tange à concessão, seja quanto à possibilidade de revisão, presta na verdade serviço de consultoria jurídica, da mesma forma que alguém que analisa uma doença ou moléstia de um paciente desenvolve atividade de natureza médica. Trata-se de exercício ilegal de profissão regulada por Lei, que causa graves prejuízos não só à população como à classe dos verdadeiros advogados. Na verdade, a empresa em questão mais não fazia do que pura picaretagem, já que sem formação jurídica ninguém está habilitado a de forma adequada orientar segurados da Previdência sobre o que quer que seja. No dia a dia do direito previdenciário já constatei dezenas de casos graves, nas quais os segurados receberam orientações equivocadas e acabaram por deixar de adotar a melhor postura. A questão se agravou nos últimos anos, já que agora há prazo decadencial de dez anos para propositura de ação revisional e muitos, dentro desse prazo, acabam não se dando conta da necessidade de buscar socorro junto ao Poder Judiciário devido a orientações equivocadas de "entendidos", picaretas e estelionatários que tentam desenvolver a profissão de advogado sem formação acadêmica. Finalmente a OAB parece ter acordado para essa realidade, e adotado as providências que a Lei determina.

intermediação não é atividade jurídica

daniel (Outros - Administrativa)

intermediação não é atividade jurídica e nenhuma lei veda isto.
A empresa Aposentadoria S/A, aparentemente, não pegava procuração judicial em seu nome.
Principalmente se a empresa fazia pedidos administrativos no INSS, pois neste caso não é postulação judicial.
O tema é polêmico e vale a pena a empresa recorrer aos tribunais superiores.

Comentar

Comentários encerrados em 21/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.