Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Forrobodó na audiência

Palocci salva muambeiro de ir para cadeia

Palocci ainda estava ministro da Casa Civil, quando foi invocado como a principal alegação de um sacoleiro em processo por crime de descaminho, numa audiência na 7ª Vara Federal Criminal de São Paulo, na manhã desta terça-feira (7/6).

O réu era duramente denunciado pelo representante do Ministério Público pela irregular importação de muambas no valor de pouco mais de R$ 12 mil. Eis senão quando, ao ser interrogado, o muambeiro reclama que está sendo injustiçado: "Pois o Palocci fez coisas bem pior e teve suas vultosas consultorias arquivadas pelo procurador-geral da República", lamenta.

Pairou na sala de audiências um pesado e constrangedor silêncio até que o ilustre representante do Ministério Público Federal, com um misto de ironia e vergonha, informou que na rede interna do parquet todos exclamavam que "o Gurgel ‘brindeirou’ geral" (para os mais jovens vale esclarecer que a neologismo é uma referência a Geraldo Brindeiro, o procurador-geral da República no governo Fernando Henrique Cardoso que entrou para a história com o singelo epíteto de "engavetador geral").

E continuou o nobre procurador a dizer que depois da "brindeiragem" de Gurgel cresceu na comunidade a torcida para que a candidata Ella Wiecko venha a ocupar a cadeira de procurador-geral em substituição ao próprio, que está em fim de mandato. Gurgel é candidatíssimo a ficar no posto — a lei permite a recondução —, daí sua intenção de agradar quem nomeia o procurador-geral com sua atuação no caso Palloci. Mas segundo a interpretação do procurador, o tiro do Gurgel saiu pela culatra.

Depois desse forrobodó nos debates orais, o membro do MPF pediu a absolvição do muambeiro, no que foi prontamente atendido pelo juiz.

Revista Consultor Jurídico, 8 de junho de 2011, 16h10

Comentários de leitores

9 comentários

Menos malfeitores, por favor...

Richard Smith (Consultor)

Pela madrugada, caro Dr. Fernando!
.
Embora nosso doce Senhor Jesus Cristo tenha sido crucificado ao lado de dois malfeitores, deixemo-lo ao lado apenas daqueles!
.
Depois, o milagre da Multiplicação dos Pães se deu para multidão do Sermão da Montanha e não para os 12 apóstolos na Santa Ceia porque certamente não haveria necessidade, não é mesmo?
.
Saudações.

'IL CAPO DI CAPO"

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Parabéns a esse Procurador que, com bastante propriedade e ousadia, reconheceu que o seu chefe, o sósia de Jô Soares,talvez se desse melhor substituindo o legítimo em seu programa diário. Como reza o ditado; Uma mão lava a outra. Não poderia mesmo, o insigne Procurador Geral, deixar de inocentar Palocci, já que, tanto um quanto o outro foram nomeados por quem tem todo interesse em botar mais um rato no melhor buraco do Ministério petista (Casa Civil) e segurar "a agulha da ratoeira", caso essa tenda a desarmar. Dessa forma, e fazendo inveja ao próprio Jesus Cristo, pois foi mais hábil que este na multiplicação dos pães, na Santa Ceia, Palocci continuará nos bastidores, dando as cartas à nova ministra, multiplicando o seu patrimônio e sem dar qualquer justificação para a mágica, como aliás é regra na quadrilha petista, onde 'il capo di capo' mantém a 'família' no controle, sob a inviolável lei da 'omertá'.

Então....

Carlos Afonso Gonçalves da Silva (Delegado de Polícia Estadual)

Após mais de 20 anos lecionando Direito Constitucional fica cada vez mais difícil explicar a relação de causa e efeito resultante do livre arbítrio aos meus alunos. Vou continuar a utilizar outros sistemas sulamericanos como exemplo. Sem a mínima chance de se falar em segurança jurídica.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.