Consultor Jurídico

Notícias

Entrevista exclusiva

Battisti fala à ConJur: "Sou perseguido"

Comentários de leitores

  • Página:
  • 1
  • 2

25 comentários

BATTISTI LIBERTO.

MAFFEI DARDIS (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

LAMENTAVEL O SRE. LULA MANTER O FORAGIDO DA JUSTIÇA ITALIANA EM NOSSA PÁTRIA. CUJO PROCEDIMENTO O FEZ NO ULTIMO DIA DE SEU GOVERNO. COVARDIA, ASSIM NÃO AGIU ANTES TALVEZ EM CAUSA DE UM CLAMOR PÚBLICO CONTRA SEU ATO.
AGORA LIVRE E SOLTO, VIRÁ S.M.J PLEITEAR DANOS MORAL, QUEM IRA PAGAR? ORA, O POVO BRASILEIRO. DAI A CONCLUSÃO: O BRASILEIRO PAGA AO ESTRANGEIRO FORAGIDO OS IMPOSTOS EM PROL DAQUELE.
DECISÃO DA JUSTIÇA NÃO SE DISCUTE,É ÓBVIO.
ENTRETANTO ACOLHER MAIS UM CRIMINOSO EM NOSSA PÁTRIA É POR MAIS FACILITAR A VINDA DE OUTROS MAIS.
CHEO A CRER. SENDO TERRORISTA DA ESQUERDA, TODOS SERÃO BEM VINDOS, AGORA SENDO DE DIREITA COM CERTEZA O GOVERNO NÃO DEIXAR PERMANECER UM DIA NO BRASIL.
CREIO QUE O PROTECIONISMO PARA OS DE ESQUERDA ESTA EM VOGA NO BRASIL.
BASTA ATENTAR AS BARBERIES COMETIDAS E AINDA PRESENTE, CASO PALOCCI E TANTOS MAIS GROTESCOS ATOS DO GOVERNO LULA E AS BENESSES QUE GANHAM OS SENHORES DO PT.ORA, SÃO TODOS DE ESQUERDA, EX TERRORISTAS DA ÉPOCA.
ALIAS O PETISTA PALOCCI É FORMADO EM MEDICINA, COMO ELE PRESTA SERVIÇOS DE CONSULTORIA.
BRASILEIROS ACORDEM E VAMOS DIGNIFICAR NOSSA PÁTRIA.

Que ingrato!

Neli (Procurador do Município)

O STF foi contra as regras internacionais e o manteve aqui.

bagtistti. ( em minusculo mesmo)

MAFFEI DARDIS (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

ORA, O HOMEM ESTA EM LLIBERDADE, É ÓBVIO QUE VEM DANOS MORAL DE IMEDIATO.
LAMENTAVEL O S.T.F. APESAR QUE TEMOS QUE RESPEUITARE O JUDICIÁRIO, POREM ESSA FIGURA DEVERIA SER DEPORTADA A TEMPO. O SR. LULA DEIXOU MAIS ESSA HERANÇA MALDITA PARA O POVO BRASILEIRO.
BATISTTI, NA ITALIA, FOI JULGADO E CONDENADO PELOS ASSASSINATOS COMETIDOS. PONTO E BASTA.
MAS A JUSTIÇA NACIONAL. BR. DETERMINOU QUE FICASSE LIVRE E SOLTO, SIM ERA DE SE ESPERAR AFINAL ELE É UM TERRORISTA DA ESQUERDA, ESTA TUDO A SEU FAVOR.
ESSE ELEMENTO NO SUL DA ITALIA NÃ9O TERIA FUTURO QUALQUER, POIS NÃO IRIA VER MAIS O "SOLO MIO"
ACORDA BRASIL, AONDE VAMOS PARAR.
RECEBER PARIAS DE ALEM FRONTEIRAS PARA DAR BOA VIDA A CRIMINOSSOS EM NOSSA TERRA, É O PRINCIPIO DO FIM.
SE EXISTE VENDETA, O ASSASSINO TERA UM FINAL DE VIDA TRISTE. IMAGINEM SE A MODA PEGA.

NÃO VAMOS CONFUNDIR ADVOCACIA C/ MEDICINA

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Felizmente o advogado, diferentemente do médico NÃO ESTÁ OBRIGADO A DEFENDER NADA NEM NINGUÉM, que não esteja em sintonia com a sua conduta moral e/ou ética. (graças a Deus). Não defenderei JAMAIS quem tenha estuprado alguém. Não defenderei JAMAIS, um traficante; Não defenderei JAMAIS um latrocida e sabe por que? Por que fere de morte os meus princípios; porque tenho filhos; porque sou humano e não tenho qualquer obrigação para com essa escória.Portanto discordo frontalmente do seu entendimento do que venha a ser a 'ADVOCACIA',que já exerço há 32 anos (o que não significa que condene quem defenda esse tipo de gente). Agora, inferir, como fez, que o advogado não será afetado em seus valores morais desde que não tenha envolvimento emocional direto com o fato, a mim não se aplica, pois, antes de ser advogado sou um ser humano como qquer. outro que vivencia as mazelas dessas famílias destruídas por meliantes e sabedor de que poderei ser a próxima vítima (ou alguém a mim ligado).MILITO, SIM, SELETIVAMENTE, na esfera criminal e já deixei de lado muitos casos economicamente interessantes por me sentir incomodado em ter que fazer algo contrário a esses meus princípios e espero continuar assim, até a morte. Bandido de carteirinha e cerveja, para mim, só sobre a mesa e gelado. E, pelo que sei dos fatos, Batistti é um deles. Sds.

Estás LIVRE!!! Deixa o resto prá lá!!!

Deusarino de Melo (Consultor)

Battisti: Tuydo agora para ti é comem oração!!!
Cuida-te contra a tua própria gente, principalmente a máfia, que tem gente grande por lá e vai vbuscando viver em paz por aqui. Estas nossa terra é abençoada. Faz como te recomendei em um comentário no WORDPRESS e sejas feliz!!!

Caro Dr. Fernando José Gonçalves, (1)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O fato de alguém ter sido condenado por sentença penal transitada em julgado num país não significa que teve um julgamento justo e segundo o devido processo legal. Principalmente se esse julgamento foi à revelia. A possibilidade de se anular um julgamento que não observou a cláusula do devido processo legal, mesmo depois de uma sentença penal condenatória transitada em julgado, sempre estará aberta num país sob rígido compromisso ético para com a democracia e os princípios gerais de direito.
.
Um condenado à pena capital em qualquer lugar do mundo onde tal pena esteja prevista no ordenamento jurídico respectivo conseguirá obter refúgio em qualquer país onde essa pena esteja proscrita, desde que esteja dentro das fronteiras do país ao qual pedirá refúgio.
.
Isso significa que o trânsito em julgado na Itália não quer dizer muita coisa no Brasil. Nós temos um compromisso com os direitos humanos, independentemente de quem seja sujeito de direito. Basta que seja pessoa humana. O fato de alguém ter sido processado e condenado por sentença definitiva como culpado de um tetra-homicídio num lugar onde imperava um regime autoritário não significa estar excluída a possibilidade de um julgamento arranjado.
.
(CONTINUA)...

Caro Dr. Fernando José Gonçalves, (2)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

(CONTINUAÇÃO)...
.
Consulte, por exemplo, o caso dos irmão Naves, que o correu no Brasil (v. Enciclopédia Jurídica, s.v. «Caso dos irmãos Naves», In: http://www.enciclopediajuridica.com.br/main.htm). Nos EUA, o caso de Calvin Willis é emblemático. Condenado por estuprar uma menina de 10 anos que morava no mesmo bairro. Clavin foi condenado a prisão perpétua. A condenação baseou-se em depoimentos contraditórios e outras provas circunstanciais frágeis. Passados mais de 21 anos, conseguiu provar sua inocência com o teste de DNA e foi libertado.
.
Se erros como esses podem ocorrer e até são mesmo frequentes sob a batuta de um Estado Democrático de Direito em que os atores do palco forense, notadamente juízes, promotores, membros do grande júri são via de regra embotados, talvez em razão da falibilidade humana e da impressão que a acusação de um crime hediondo provoca neles tornando-os insensíveis aos apelos da razão e reféns dos impulsos da emoção, imagine o que não pode acontecer adrede impulsionado pelo anelo autoritário, vingativo e imoral que anima os agentes de um regime de força que não mede esforços nem consequências quando se trata de oprimir seus opositores.
.
(CONTINUA)...

Caro Dr. Fernando José Gonçalves, (3)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

(CONTINUAÇÃO)...
.
Indulgência e serenidade é coisa para poucos. Por isso tenho sustentado que a atividade dos advogados é, entre todas aquelas que lidam com o direito, a mais árdua e a mais indulgente. Pois o advogado presta compromisso ético de não deixar ninguém sem defesa, porque do contrário, irremediavelmente comprometido estaria o próprio sistema, o Estado Democrático de Direito, e a justificativa da profissão. Isso significa que o advogado, muitas vezes, deve superar seus próprios valores morais para cumprir o compromisso ético assumido ao ingressar na carreira para defender alguém que é acusado de uma conduta que constitui atentado àqueles valores. Em outras palavras, o advogado que seria capaz de matar o estuprador de sua filha, também é capaz de defender o estuprador da filha de outra pessoa porque no primeiro caso, ele não só não é chamado a exercer a profissão, como também se vê emocionalmente envolvido no caso. Já no segundo, ele não tem nenhum vínculo emocional com o caso, ainda que o ato seja chocante e esteja em testilha com seus próprios valores morais. Mesmo assim, isso não constitui empecilho para patrocinar a defesa do acusado.
.
Cordiais saudações,
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Mal agradecido

Sargento Brasil (Policial Militar)

Está passando totalmente incólume às leis de sua pátria aqui no Brasil e está querendo o que? Quer dominar as leis do meu país? Ora, vê se enxerga-se!
Não estamos aqui para dar mordomias.Mandem isso de volta!

Agora, vai ser dano moral, esperem para ver.

io (Outros)

Ganhou, e fez um belo gol, no país do futebol. Só falta agora o Sr. Battisti, requerer ação de danos morais contra o país, e nós vamos pagar mais impostos, para o italianito poder encher os bolsos (OU CUECA) de reais, às nossas custas. E haja paciência; a continuar dessa forma, o brasil, (com b minúsculo, mesmo) vai entrar para o primeiro mundo, mas como o país, que terá mais cidadãos estressados, ao lado dos hipertensos, gorduchos e diabeticos. E, vão continuar quebrando o INSS.

CADA QUAL C/ SEUS PROBLEMAS. E JÁ OS TEMOS DEMAIS

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

DR. Niemeyer. O problema é exatamente este. Alguém só pode ser considerado culpado, após o T.J. da sentença condenatória. Ora, se o Battisti já foi julgado na Itália, está selada essa etapa final.Se não foi, não podemos impedir que o seja, afinal o problema não é nosso e sim dele para com a justiça de lá. Outra coisa, não é apenas um assassinato que lhe é imputado, mas sim 'quatro'. Alguns parentes das vítimas, ouvidos, foram incisivos em considerá-lo um homicida sem escrúpulos ou piedade. Acho interessante nós , aqui, além mar, absolutamente distantes dos problemas entre esse acusado e a justiça Italiana, tomarmos a sua defesa como se soubéssemos do caso e tivéssemos certeza da sua inocência. Por acaso o Sr. tem essa certeza ? Se não tem, deixe que seu pais (o dele), a Itália, defina o que deve ser feito em relação aos seus crimes. Quanto aos advogados de Batistti, por certo que o acham inocente (se não acham pelo menos alegam que acham), é óbvio e isso não significa absolutamente nada, assim como nada também significam as alegações do próprio Batistti. Falsificar passaporte é crime e , como ninguém pode se eximir de cumprir a lei, alegando o seu desconhecimento, isso se aplica a ele também. Dr., temos os nossos próprios problemas (que n/ são poucos). Aceitarmos outros, que não nos dizem respeito, violando tratados internacionais, data vênia é pura burrice.

RESUMINDO - UM SANTO

Ezac (Médico)

A ITALIA DEVE SER LOUCA E INTERNADA.

Caros J.Koffler e Dr. Fernando José Gonçalves, (1)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Em nosso sistema, alguém só pode ser considerado culpado depois da sentença penal condenatória transitada em julgado. Essa garantia constitucional, inserta no inc. LVII do art. 5º. É cláusula pétrea. Vale para todos que estiverem em solo nacional: para mim, para o senhor, e principalmente para aquele que estiver sofrendo algum processo criminal. Vale a pena lei a obra de Carnelutti: As misérias do processo penal, para entender o que significa ser processado criminalmente.
.
Portanto, ainda que Battisti tenha usado um passaporte falso para entrar no Brasil, enquanto ele não for condenado, isso significa que não se reconheceu a prática de tal delito. E note que o uso de passaporte falso pode até não ser considerado punível, se o usuário não sabia da falsidade ou se isso apenas consistiu um expediente para, v.g., não ser apanhado pela Interpol a pedido do governo italiano a fim de ser repatriado, porque nessa hipótese ele estaria apenas exercendo o seu direito amplo de defender-se do que, segundo sua perspectiva, constitui uma perseguição injusta.
.
Todos sabemos, e a História é testemunha disso, que os governos totalitários e/ou autoritários cometem graves excessos, senão crimes contra a humanidade. De acordo com a defesa de Battisti, feita por um advogado seriíssimo, o Dr. Luiz Roberto Barroso, as quatro condenações por homicídio em processos julgados à revelia de Battisti, são injustas. Segundo o próprio Battisti aponta na entrevista, tudo foi arranjado, montado, armado para incriminá-lo, para fazer dele um bode expiatório. Por que acreditar cegamente no que diz o governo italiano? Por acaso eles não têm nenhum interesse moral em ratificar para justificar tais atos e preservar a aparência de legitimidade de suas instituições?
.
(CONTINUA)...

Caros J.Koffler e Dr. Fernando José Gonçalves, (2)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

(CONTINUAÇÃO)...
.
Para ter uma medida do anelo das autoridades italianas, basta verificar as declarações que fizeram durante o processo extradicional de Battisti aqui no Brasil. De todas, veja bem, de TODAS essas manifestações pode depreender-se um desejo incontido de vingança e flagelo contra Battisti. Isso, por si só já justifica a negativa de extradição.
.
Onde, no mundo, não ocorrem falsas acusações? Onde, no mundo, os detentores do poder não usam-no para oprimir e aniquilar seus opositores e seus adversários políticos sempre que têm uma oportunidade? Basta ver o que aconteceu ao longo do séc. XX na Europa, na África, o que está acontecendo exatamente agora no mundo árabe, ou o que aconteceu por aqui em diversos momentos de nossa história. Não faltam casos a justificar que a prudência afigura-se a melhor solução e que não se deve confiar de olhos fechados naquilo que dizem as autoridades.
.
Se o povo, inclusive pessoas eruditas, como presumo seja o caso dos senhores, não tivesse memória tão curta, se frequentasse os fastos da História antes de tomar uma decisão de índole política (como eleger seus representantes, optar um sistema e um regime de governo, etc.), e não ficasse a aceitar salvadores da pátria de ocasião, mas tomasse em suas mãos os rumos do próprio destino da sociedade honrando o compromisso moral e contratual de respeitar o resultado das eleições, talvez as nações estivessem em melhores condições atualmente.
.
Cordiais saudações,
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

DIREITO CANÔNICO E RELIGIÃO, NÃO

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Dr. Niemeyer, 'data vênia', não vamos aqui discutir direito canônico e nem religião. Se Deus perdoou, perdoa ou vai perdoá-lo é uma questão entre os dois que a nós não diz respeito. Tampouco aproveita, à sua elocubração, o fato desse sujeito ter vivido já por 30 anos em diversos países, foragido, e nunca ter se envolvido em qualquer outro incidente.O fato é que , segundo a acusação, sob ele pesam 4 assassinatos na Itália que, ainda segundo o seu país de origem, não teriam qualquer conotação política, representando, isso sim, crimes comuns, praticados contra pessoas igualmente comuns.(conforme relato de familiar de um deles) É esse o enfoque e o "pepino" que nos coube descascar agora foi feito pelo STF, numa decisão totalmente equivocada, que respeitou um ex-presidente, bêbado, totalmente suspeito para opinar sobre tais fatos,(aliás sobre quaisquer fatos), bem como o é a sua sucessora ex-guerrilheira e flor que não se cheira sem alergia imediata. Portanto, o que temos de efetivo, é a estadia, nestas paragens,e em caráter provavelmente definitivo, de um bandido a mais que seguirá o exemplo de todos os outros que sobejam por aqui, neste país sem lei.

"UM ILÍCITO SEQUER", DR. NIEMEYER?

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Que me conste, o indigitado falsificou passaporte para ingressar ao Brasil. Isso não é crime????
Mandem esse cara embora!! E vamos parar de perder tempo com um criminoso qualquer, para cuidar dos nossos próprios problemas que, aliás, não são poucos...!

Vai virar ministro da Dilma

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Tem tudo - curriculum, conversa boa, nunca assaltou, nunca matou e portanto nada impede que obtenha a nacionalidade brasileira - claro que será concedida - e seja nomeado ministro da Dilma. E nada impede também que ele seja indenizado com recursos dos contribuintes brasileiros pelos "danos morais" decorrentes das terríveis perseguições sofridas no seu país. Nunca antes neste país foram reparados tantos danos cometidos contra a peffoa humana. E viva o Brasil !

Bem na fita

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vejo que se Battisti não for extraditado deve ingressar com uma ação contra o Estado por ter ficado quatro anos preso sem que tenha sido condenado ou acusado de algum crime. Deve receber uma boa indenização, a ser paga mensalmente enquanto estiver vivo, por nós contribuinte, suficiente para comprar um bom apartamento em Copacabana, tomar umas boas cervejas geladas, e desenvolver sua atividade política junto às belas frequentadoras da praia, pelo resto de seus dias. Afinal, não vamos querer passar para o mundo que somos um país subdesenvolvido, que trata de formal inapropriada quem ganha asilo.

Se o crime foi político, cabe o asilo...

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O que é «associação subversiva»? Mesmo sem saber a exata tipificação sob esse «nomem juris» é possível afirmar que outra coisa não pode ser, senão crime político. E se o crime cometido foi político, então cabe o asilo concedido. Além disso, Battisti vive no Brasil há anos. Viveu na França por anos. Há mais de três décadas vive fora da Itália e onde quer que tenha residido, não há nada que se possa dizer sobre seu comportamento. É pessoa perfeitamente bem inserida no contexto social. Não representa uma ameaça. Portanto, aos vingadores de plantão, curem seu ódio, porque ele só faz mal a quem sente. Aos religiosos, bebam o brilho da lição de Cristo: perdoar para ser perdoado. Aos que não são, usem apenas a razão, e chegarão à conclusão de que Battisti está mesmo sendo perseguido e injustiçado aqui, onde continua custodiado há mais de 4 anos sem ter cometido um ilícito sequer. Isso sim, é uma enorme INJUSTIÇA!
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Se vire por lá

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Temos visto regularmente a divulgação de julgamentos de Tribunais da União Europeia resolvendo questões importantes relacionadas a direitos humanos. Há poucos meses Portugal foi condenado a indenizar advogados que foram ilegalmente condenados por crime contra a honra ao proferir criticas a uma juíza (coisa de pais atrasado), e inúmeras outras questões extremamente relevantes estão sendo permanentemente submetidas a esses Tribunais, que não sei bem como funcionam. Ora, de volta a Itália certamente que Battisti poderá levar a sua causa a um Tribunal supranacional, que atuará sem supostas ingerências do Governo da Itália. Se ele é inocente ou culpado é assunto a discutir por lá, e é melhor que guarde seu gaz para o momento adequado uma vez que não cabe a nós brasileiros realizar juízo de valor sobre o que ocorreu a milhares de quilômetros daqui há muitas décadas, já que não conseguimos tratar adequadamente nem mesmo o caso de um assassino confesso.

  • Página:
  • 1
  • 2

Comentar

Comentários encerrados em 16/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.