Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alvará para resgate

Banca falsa aplica golpes em militares aposentados

Um falso escritório chamado Gold Prev Advocacia está aplicando golpes em militares aposentados, prometendo o resgate de valores pagos a título de seguro. A banca enviou uma carta ao oficial do exército aposentado Geordani Burgarelli, informando-o sobre o pagamento de um alvará no valor de R$ 1.140,00 para o recebimento de R$ 52,3 mil. As informações são do jornal Gazeta do Triângulo.

Segundo o escritório, o dinheiro seria resultado de processo contra a antiga Caixa de Pecúlios, Pensões e Montepios Beneficente (Capemi). O sistema se estabeleceu durante a década de 1960, como previdência complementar e montepio, espécie de pecúlio deixado pelo contribuinte após sua morte a um beneficiário expresso em contrato. Policiais e militares de todo o país adotaram o sistema, que deixou de existir.

“A primeira ideia que vem à cabeça é depositar o valor para receber a volumosa quantia. Mas minha filha é advogada, e quando mostrei a ela a correspondência, ela pesquisou sobre essa firma na internet e descobriu que o mesmo golpe tinha sido registrado em outras cidades,” conta o aposentado.

Ele diz recebido cerca de três ou quatro ligações da Gold Prev. “Eles perguntavam se eu tinha recebido uma intimação, que era algo de extrema urgência. Minha empregada anotou o número errado, tentei ligar de volta e não consegui. No dia seguinte, veio essa carta,” informou.

Revista Consultor Jurídico, 5 de junho de 2011, 18h36

Comentários de leitores

4 comentários

Dúvida

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Tenho dúvida a respeito do tema. Estabelece o Código de Ética da Advocacia que um advogado não deve enviar "mala direta" para um número indeterminado de clientes. Assim, quando alguém recebe uma carta de um advogado ou firma que não conhece, caso venha a procurar os serviços desse profissional (ou suposto profissional) estará na verdade procurando alguém que atua de forma antiética. Creio que todos saibam disso, sendo fácil identificar a fraude nos termos do relatado pelo colega Augusto Toscano.

Sobre GOLD PREVI

Augusto Toscano (Advogado Autônomo)

Li a noticia.Também recebi uma carta dessas.Diante do texto não dei,na hora,a devida importância porque o cheiro éra como agora se revela de " picaretagem".
Todavia não joquei fora a dita " carta" e dela retiro os seguintes dados:
GOLD PREVI ADVOCACIA
Av.Brigadeiro Luiz Antonio,1740 5º andar
Bela Vista
Cep 01318-002- São Paulo
E tambem os numeros dos seguintes telefones 8803.5161 e 2803.4308.
Eis uma informação razoavel para a OAB SP: da carta consta o nome de Dra.Natalia Dias de Moraes como advogada e ,consultando-se o site da OAB nele consta como inscrita sob o numero 272.965 e,na carta tambem figura como " responsável " Veronica Paiva Pires.Eis a oportunidade para esclarecer-se o fato.

Golpes e mais golpes:cuidado

Mário de Oliveira Filho (Advogado Sócio de Escritório)

A Comissão de Fiscalização e Defesa da Advocacia recebe significativo número de reclamações sobre "empresas de advocacia" que aplicam esse mesmo golpe relatado na reportagem. A orientação é nunca depositar dinheiro antecipadamente na conta de alguém, seja empresa seja advogado, não acredite em milagres finceiros, dinheiro não cai do céu, e por fim, denuncie à polícia fazendo um Boletim de Ocorrência ou até requerendo instauração de inquérito policial.
Mário de Oliveira Filho - Presidente da Comissão de Fiscalização e Defesa da Advocacia da OAB/SP

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.