Consultor Jurídico

Noticiário Jurídico

A Justiça e o Direito nos jornais desta terça

Nenhum senador marcou presença na última sessão plenária do semestre. Como o último dia de atividades parlamentares do semestre caiu no domingo, havia sido marcado para segunda-feira (18/7) o encerramento oficial dos trabalhos legislativos do primeiro semestre. Com isso, foi iniciado oficialmente o recesso parlamentar, que vai até o dia 1º de agosto. As informações são do jornal Diário do Comércio.


Jeitinho brasileiro
A Justiça mandou suspender um negócio milionário que, em nome da organização da Copa do Mundo de 2014, o governador Agnelo Queiroz (PT) quer fechar com a indústria da construção civil do Distrito Federal. Ele pretende transformar uma área livre de 85 mil metros quadrados, na região central de Brasília, em nova quadra de hotéis e flats que avança sobre a área tombada da capital. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Caindo na Folia
Depois das denúncias sobre fraudes em contratos da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) que levaram ao pedido de prisão de sua mulher, Rosey Nassim, e de parte de seu secretariado, o prefeito de Campinas, conhecido como Dr. Hélio (PDT), está às voltas com outro escândalo em sua gestão. Agora envolvendo gastos de R$ 1 milhão com a decoração de rua do Natal de 2010 e instalação de equipamentos do carnaval de 2011 na cidade. A notícia foi publicada no jornal O Estado de S. Paulo.


Ministério do varejo
O nome da empresária Luiza Trajano, proprietária da rede de lojas Magazine Luiza, é cogitado pela presidente Dilma Rousseff para assumir a futura Secretaria da Micro e Pequena Empresa. De acordo com uma reportagem desta terça-feira do jornal Folha de S. Paulo, o nome de Trajano foi citado pela própria presidente após solenidade recente no Planalto, na qual a empresária esteve presente.


Escândalo da mídia
O magnata Rupert Murdoch será ouvido, nesta terça-feira, no Parlamento britânico a respeito dos escândalos de escutas telefônicas ilegais envolvendo o seu grupo de mídia News Corporation, que controlava o tabloide britânico "News of the World". Os parlamentares querem saber se Murdoch tinha conhecimento das práticas ilegais envolvendo o jornal. As revelações atingiram não apenas o conglomerado, que tem sua sede nos Estados Unidos, como a Polícia e o governo britânico. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. Leia mais aqui no Conjur.


Palhaços no Legislativo
Depois de ter alçado Tiririca à condição de deputado mais votado na eleição de 2010, o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) vai lançar outro palhaço como candidato em 2012. Trata-se de Edvaldo Hermenegildo, conhecido em Mogi das Cruzes (SP), como Palhaço Bubu. Ele é figurinha carimbada na cidade por fazer suas palhaçadas para muitas lojas, como forma de atrair clientes, e por ser mascote do time local de basquete. Ele já se lançou candidato a vereador nas duas últimas eleições municipais. Foi bem votado, mas não conseguiu se eleger. Bubu entrou no partido a convite do presidente do PR local, Marcos Damásio, um dos escudeiros de Valdemar Costa Neto. O palhaço também contará com o apoio de deputado Tiririca para tentar se eleger como vereador. As informações são do portal Jornal da Tarde.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 19 de julho de 2011, 10h41

Comentários de leitores

1 comentário

OPORTUNIDADE À COMPETÊNCIA DA JUVENTUDE:

omartini (Outros - Civil)

Pelo pouco que sabemos da trajetória empresarial da proprietária da rede de lojas Magazine Luiza, foi trabalhosa, lenta demais para as aspirações da maioria de pequenos e micro empresários.
Porém, como amplamente divulgado pela imprensa, destacam-se alguns filhos de políticos, verdadeiros craques em finanças, administração e nos negócios, proporcionando espetacular e rápida expansão de seus empreendimentos incipientes.
Esses jovens talentos teriam muito mais a ensinar e transformar de micro e pequena empresa em “campeão nacional” em ação multiplicadora pelo país.

Comentários encerrados em 27/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.