Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Políticas claras

Plano de carreira é fundamental para manter talentos

Por 

Desenvolver uma política clara de promoção e pagar salários compatíveis com o mercado são dois cuidados fundamentais para os escritórios que almejam manter os seus melhores profissionais. A dica é do advogado Péricles D'Avila, associado do tradicional Pinheiro Neto Advogados, convidado pelo Centro de Estudos de Administração de Escritórios de Advocacia (Ceae) para palestrar aos seus associados sobre formas de retenção de talentos e os incentivos para não perder os profissionais promissores para a concorrência.

Em entrevista à ConJur, D'Avila conta que a banca tem por hábito formar seus advogados e para isso procura o perfil acadêmico. A ideia é que seja o primeiro estágio do estudante e posteriormente, o primeiro emprego. O aluno de Direito que pretende alcançar uma vaga num dos maiores escritórios do país deverá passar por rigoroso processo seletivo, que envolve prova e entrevista, em português e inglês.

D'Avila sublinha que o momento da entrevista é de fundamental importância, pois será o primeiro contato entre o candidato e seus possíveis contratantes. Durante a fase seletiva, "não existem amigos do rei, usamos o critério da meritocracia", explica o entrevistado.

Uma vez dentro do Pinheiro Neto, começa todo um plano de carreira que D'Avila acredita ser fundamental a qualquer escritório interessado em ter bons profissionais. "Para manter talentos, é preciso ter visão a longo prazo", afirma. Política clara de crescimento e remuneração compatível com o que o mercado apresenta são atrativos aos futuros profissionais. Segundo ele, a experiência do Pinheiro Neto vem se mostrando feliz, uma vez que há profissionais com 20, 30 anos de casa.

Ao falar sobre as carreiras com mais evidência no mercado, D'Avila afirmou que o mercado de fusões está aquecido, podendo ser uma área interessante aos recém-formados, bem como a área de arbitragem, além de outras, que dificilmente sairão de moda, como por exemplo, o Direito Ambiental.

Por fim, o advogado apontou como de extrema importância a gestão comportamental. Isto é, a habilidade do profissional de lidar com pessoas, tirar de cada um de sua equipe o melhor, sabendo renovar os vínculos pessoais. "Tão importante quanto a técnica, é saber gerir", enfatiza. O entusiasmo é ingrediente fundamental para motivação, e a motivação, por sua vez, é o motor do escritório.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2011, 8h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.