Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova família

Legalização do casamento gay é meta nos EUA

Por 

Estão no site da Prefeitura da Cidade de Nova York (Office of the City Clerk – The City of New York) as instruções e o formulário de pedido de casamento para pessoas do mesmo sexo. Os escritórios da prefeitura da cidade abrem suas portas para cerimônias civis dos casamentos dia 24 de julho (domingo), exatamente um mês depois que Nova York se tornou o sexto estado americano a aprovar a "Marriage Equality Act" (Lei da Igualdade no Casamento).

Os defensores da lei preveem agora a legalização nacional do casamento gay, diz o USNews Politics porque, finalmente, um dos estados mais fortes da Nação a implantou. O blogueiro do USNews, Brad Bannon, afirma que a legalização nacional é só uma questão de tempo, de qualquer forma, com base no fato de que a maioria dos americanos jovens não tem problemas com isso.

Uma pesquisa da Gallup, de maio, indicou que a maioria dos americanos jovens concorda que o casamento gay deve ser legalizado, com os mesmos direitos do casamento tradicional — 70% dos americanos, na faixa de 18 a 34 anos são a favor. Na faixa acima dos 55 anos, apenas 39% são a favor. Entre os "contras", estão as comunidades religiosas, principalmente as de judeus, cristãos e mórmons.

A Califórnia luta na Justiça contra o banimento do casamento gay no estado, decidido pelo voto popular. Um tribunal de San Francisco, cidade que tem uma das maiores comunidades gays do mundo, derrubou temporariamente a "Proposição 8", que instituiu o banimento, por "ser discriminatória". A batalha jurídica deverá terminar na Suprema Corte.

Enquanto isso, Nova York espera um boom do turismo nupcial no Estado, alavancado por aqueles que querem contrair matrimônio e seus convidados.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos.

Revista Consultor Jurídico, 9 de julho de 2011, 8h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.