Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Chefe do MPF

Dilma indica Roberto Gurgel para recondução

Roberto Gurgel foi indicado pela presidente da República, Dilma Rousseff, para ser reconduzido ao cargo de procurador-geral da República. Gurgel está no cargo desde o dia 22 de julho de 2009.

O próximo passo para recondução de Gurgel é a aprovação da indicação pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania e pelo Plenário do Senado Federal. Em seguida, a nomeação será feita por decreto presidencial.

A indicação do atual chefe do Ministério Público Federal para recondução será publicada nesta quinta-feira (7/7) no Diário Oficial da União. Com informações da Assessoria de Imprensa da PGR.

Revista Consultor Jurídico, 6 de julho de 2011, 21h38

Comentários de leitores

3 comentários

O óbvio...

BATMAN (Advogado Autônomo - Criminal)

O sistema é que está errado.
.
Como esperar que o i. indicado haja coma a devida eficiência e imparcialidade na apuração das condutas da própria presidente e de seus ministros, se o cargo lhe foi "presenteado" por estas mesmas pessoas?!
.
Podem esperar os novos capítulos, pois jamais haverão indícios para nada contra essas pessoas, por mais absurdas que se apresentem suas condutas, tais quais o crescimento astronômico de patrimônio que estamos vendo dos ocupantes e das pessoas próximas aos ocupantes dos ministérios.
.
Simplesmente lastimável!
.
Entre os super-heróis, o chefe da "Liga da Justiça" alcança o cargo por meio de eleição. Fica aqui a dica...
.
Enquanto isso, na Sala da Justiça...

ESTÁ TUDO EM FAMÍLIA

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

'A GRANDE FAMÍLIA' , de há muito deixou de ser apenas um programa televisivo, as 5ªas feiras, para se transformar na verdadeira família Siciliana, com seus "capos" e o "capo di capo", onde a "omertá" impera, à bem dos seus integrantes.

Bela regra.

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Não falo do caso concreto
Chamo a atenção para bela regra que temos.
Quem ocupa a Presidência da República pode indicar qualquer integrante das carreiras que compõem o Ministério Público da União para chefiá-lo (ser Procurador-Geral da República). O nome precisa ser aprovado pelo Senado. Alguém sabe quando algum nome indicado não foi aprovado? Eu não sei.
Casualmente, a pessoa responsável por apresentar ação penal contra quem ocupa a Presidência da República, ministros de Estado, deputados federais e senadores é o Procurador-Geral da República.

Comentários encerrados em 14/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.