Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agilidade nos serviços

TJ-PR ganha vara cível totalmente informatizada

O Tribunal de Justiça do Paraná ganha sua primeira vara cível em 25 anos. Nesta quinta-feira (13/1), o presidente do TJ-PR, desembargador Celso Rotoli de Macedo, instalou a 23ª Vara Cível de Curitiba, que é totalmente informatizada. “Temos aqui uma Vara estatizada, com processos digitalizados. O Poder Judiciário está atento à necessidade de evolução para que preste um serviço mais ágil à população”.

Segundo Rotoli de Macedo, o Governo estadual e a Assembleia Legislativa repassaram recursos para a instalação da nova vara. “Conseguimos e graças a isso podemos estar aqui instalando essa Vara”, completou.

O presidente está otimista com as instalações. “Com a informatização e a digitalização dos processos, não se vai mais entrar no cartório e ver pilhas e pilhas de processos. De seu escritório, o advogado poderá consultar o processo e inclusive peticionar a qualquer hora.”

Sessenta varas foram criadas no Paraná há sete anos. No entanto, explica Rotoli de Macedo, elas não foram instaladas por falta de recursos. “Com a perspectiva de mais recursos, estatizamos quatro Varas e instalamos oito Varas desde meados de 2010”, conta.

Também está esperançoso com o espaço recém-instalado o presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), Gil Guerra. “É com alegria que a classe dos magistrados presencia esse passo concreto no sentido de atender os anseios da população, que é o motivo de nossa atividade profissional”.

Para o conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil do Paraná Maurício de Paula Soares Guimarães, a digitalização dos processos que acontece na vara traz um novo paradigma para a advocacia. “Não será mais preciso ir até o Fórum para saber como está um processo. Isso poderá ser feito do escritório, ou até de casa. A advocacia paranaense congratula o Poder Judiciário pela implantação da 23ª Vara.” Com informações da Assessoria de Comunicação do TJ-PR.

Revista Consultor Jurídico, 15 de janeiro de 2011, 18h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/01/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.