Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Atentado em Tucson

Juiz morre nos EUA em atentado que fez seis vítimas

A deputada americana Gabrielle Giffords foi baleada na cabeça neste sábado (8/2) durante um encontro com eleitores em Tucson, no Arizona, Estados Unidos. Jared Lee Loughner é suspeito de ser o autor dos disparos que feriu a democrata e matou seis pessoas, entre elas o juiz federal John Roll e uma menina de nove anos de idade. Outras doze pessoas ficaram feridas na correria após o início do tiroteio. As informações são da agência Reuters.

Loughner está sob custódia federal, mas os investigadores ainda buscam um motivo para o tiroteio e por um possível cúmplice do crime. Segundo a Reuters, o suspeito abriu fogo com uma pistola semiautomática do lado de fora de um supermercado e foi contido por duas pessoas após o tiroteio.

O delegado do Condado de Pima, Clarence Dupnik, afirmou à agência que Loughner “tem um passado um pouco problemático e nós não estamos convencidos de que agiu sozinho”. Ele disse que o suspeito fez ameaças de morte anteriormente, não contra Gabrielle, mas, mesmo assim, acredita que a própria deputada era o alvo do tiroteio. “Tudo o que posso dizer é que essa pessoa pode ter problemas mentais”, acrescentou.

Segundo a Reuters, a Polícia de Pima informou no começo deste domingo (9/1) que as autoridades ainda buscam um segundo homem "possivelmente cúmplice do suspeito", que foi filmado por uma câmera de segurança próximo à cena do tiroteio.

Questão política
Devido ao tiroteio, congressistas adiaram uma votação sobre a reforma do sistema de saúde nos Estados Unidos. Cogita-se a hipótese de que o ato criminoso contra Gabrielle teve motivação política. A parlamentar já tinha alertado anteriormente que recebeu ameaças contra sua vida e de vandalismo em seu gabinete devido ao momento político conturbado.

Em vários vídeos postados no YouTube, uma pessoa que comenta sob o nome de Jared Lee Loughner critica o governo, a religião e pede uma nova moeda. A Reuters não soube dizer se essa pessoa é o suspeito do crime. “O governo está fazendo controle da mente e lavagem cerebral nas pessoas controlando a gramática. Não! Não vou pagar meus deveres com uma moeda que não é apoiada pelo ouro e pela prata. Não! Eu não confio em Deus!”.

Em sua biografia no YouTube, o autor do post escreveu que estudou em escolas da região de Tucson e que seus livros favoritos eram Minha Luta, de Adolf Hitler, O Manifesto Comunista, de Karl Marx, e Um Estranho no Ninho, de Ken Kesey.

O presidente Barack Obama colocou o diretor do FBI, Robert Mueller, a cargo da investigação. A polícia do congresso americano pediu para que os congressistas “tomem precauções sensatas e prudentes em sua segurança pessoal”. A maioria deles ainda está desprotegida do lado de fora do Capitólio, de acordo com a Reuters, com exceção dos líderes da Câmara dos Deputados e no Senado.

Estado grave
Gabrielle foi atingida uma vez na cabeça e a bala "saiu pelo outro lado", de acordo com um cirurgião do hospital de Tucson, para onde ela foi levada para procedimentos médicos, e está em estado grave. “O que eu posso dizer a vocês agora é que estou muito otimista quanto à recuperação dela”, afirmou o médico Peter Rhee, diretor médico da unidade de trauma e terapia intensiva do hospital. “Não podemos dizer que tipo de recuperação, mas estou tão otimista quanto se pode estar nesse tipo de situação”, acrescentou.

A deputada democrata era a anfitriã do evento “O Congresso na Sua Esquina” – série de encontros públicos para dar aos seus eleitores uma chance de falar diretamente com ela. Foi nesse momento que o suspeito a atacou, a uma distância de cerca de 1,2 metro, de acordo com relatos da imprensa americana.

A MSNBC, citando autoridades e testemunhas, afirmou que o suspeito se aproximou de Gabrielle por trás, disparando pelo menos 20 tiros nela e em outras pessoas na multidão. Inúmeras pessoas fizeram uma vigília do lado de fora do hospital de Tucson, pedindo pela vida da deputada e das outras vítimas.

Revista Consultor Jurídico, 9 de janeiro de 2011, 13h46

Comentários de leitores

6 comentários

Ãhn?!

Richard Smith (Consultor)

Bem, me parece que ambas as coisa, que porém não se misturam. Ao que me conste, vítima FATAL é aquela que MORREU, em decorrência de determinado ato que resultou em morte. Até porquê, existem vítimas NÃO-FATAIS, no caso presente, 16 outras, parece-me; afora, esticando o raciocínio, todas aquelas outras que ficaram com sequelas psicológics, que se machucaram na fuga, etc.
Agora, dizer que o atentado foi FATAL, não seria necessariamente incorreto, mas impróprio. Uma torcida de raciocínio.

...em atentado que teve seis vítimas fatais

maciel (Servidor)

As vítimas foram fatais ou o atentado é que foi fatal, com seis vítimas?!

Ai, ai, ai...a velha ignorância...

Richard Smith (Consultor)

Ainda subsiste na cabeça de alguns tolos a patranha de que Johnson era mais belicista do que Kennedy, que teria sido assassinado a mando do "complexo industrial-militar". "bull shit" como muito adequadamente dizem os nossos irmãos lá do Norte. Kennedy ampliou a presença no Vietnã e inaugurou depois a escalada da intervenção americana, tentou invador Cuba no trágico e farsesco episódio da Baia dos Porcos, aumentou a quantidade mísseis na Europa e aumentou as verbas da Defesa no orçamento, etc. Nenhum "pombinho", como bem pode se ver.
Mas na idéia dos inimigos do "império"...
Depois, acho que foi Monteiro Lobato que disse que o esporte americano eventual era a caça aos seus presidentes (McKinlay, Lincoln, Garfield, etc.).
Realmente, a própria gênese do espírito americano, tido por sí próprio como "povo eleito" (face à detestável e tão propagada hoje em dia no nosso País "Teologia da Prosperidade" pelos "bispos" e biscas, digo "bispas") sinaliza para a legitimidade da violência para dirimição de conflitos.
Mas, existem vários e vários orelhudos, que vivem apontando para uma certa superioridade da "ética protestante"!
Por derradeiro e para quem não sabe: Cristão é todo aquele que acredita que Jesus Cristo é Deus, Segunda Pessoa da Santíssima Trindade e o Messias Salvador.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 17/01/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.