Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Tudo é relativo

Leopoldo Luz (Advogado Autônomo - Civil)

E os que não são advogados na família?
São grandes coisas?

SR ZERLOTTINI

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Acho que não entendeu direito a matéria. Não se trata de fixar em 30% a honorária de todos os advogados que pactuarem verbalmente serviços com seus clientes. Não é isso. Esse acórdão trata de um caso específico, pontual, onde se positivou que em acordos anteriores entre as mesmas partes o percentual era de 30%. Por isso, à míngua de provas que levassem a entendimento diverso, o Tribunal arbitrou os honorários nesse mesmo patamar. Não implica dizer que em todos os casos de contrato verbal deva ser aplicado tal percentual. Ademais, esse acórdão sequer servirá de paradígma em situações assemelhadas (porém não idênticas), vez que o próprio Estatuto da Advocacia preceitua a necessidade de elaboração de contrato escrito, fixando a verba honorária e, de preferência com a assinatura de 2 testemunhas a fim de configurar-se em Título Executivo Extrajudicial. Se não for assim, o advogado é que terá que provar esse acerto em 30%, a luz do C.P.Civil.Quanto a existirem advogados "meia boca", como com sinceridade afirmou haver em sua família, pense melhor, talvez o senhor não gostasse mesmo do seu falecido cunhado, a quem chamou de rábula (é que citou três incompetentes mas se referiu apenas ao defunto). Maus profissionais pululam em toda a profissão, inclusive na Magistratura, acredite. Sds.

Contrato verbal???

Zerlottini (Outros)

E vale a palavra de quem? Que me perdoem os que não são, mas infelizmente uma grande maioria de advogados seria melhor intitulados rábulas (digo por experiência (tenho 3 advogados na família - e nenhum deles é grande coisa). Meu cunhado, quando vivo, era um tremendo chicaneiro! Quer dizer, já não chega a reserva de mercado que o advogado tem. Ainda vale o contrato verbal??? Bem, basta ver o ocorrido outro dia no Rio de Janeiro, quando um "manjureba", sem CNH e com a nota fiscal do automóvel vencida, deu voz de prisão à agente de trânsito que mandou rebocar o carro dele - POR ESTAR COMPLETAMENTE IRREGULAR! E ainda querem que se acredite na "jus brasiliae"...
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Dignidade da advocacia

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Cliente esperneia de todo jeito para não pagar honorários. Já vi mais de um dizendo que eu é que deveria pagá-lo, já que consumiu seu precioso tempo para vir até o escritório. Ainda bem que a Justiça tem afastado esses abusos, em homenagem à dignidade da advocacia.

Comentar

Comentários encerrados em 22/02/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.