Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corrupção no futebol

Corte suíça manda Fifa revelar documentos

A Suprema Corte do estado de Zug, na Suíça, determinou que a Fifa revele todos os documentos relativos à empresa ISL, segundo informações da agência de notícias Associated Press. Antes de declarar falência, a empresa de marketing esportivo manteve negócios com a Fifa, entre eles os direitos televisivos da Copa do Mundo.

O caso de corrupção no órgão máximo do futebol mundial foi revelado pelo jornalista escocês Andrew Jennings, que relata que dirigentes como Ricardo Teixeira e João Havelange teriam recebido milhões de dólares em propinas da ISL durante negociações de direitos de transmissão da Copa do Mundo. Segundo Jennings, os dois teriam admitido o recebimento da propina na Justiça suíça e devolveram o dinheiro na condição de sigilo.

Com a revelação dos documentos, os envolvidos no caso terão de responder novamente pelo suposto crime de corrupção. Em dezembro, durante uma reunião no Japão, a Fifa anunciou que divulgaria os documentos referentes ao caso. Entretanto, uma terceira parte envolvida no caso entrou com uma ação que impediu a entidade de revelar o teor da documentação. A Fifa tem 30 dias para cumprir a decisão ou recorrer da ordem judicial emitida.

Revista Consultor Jurídico, 28 de dezembro de 2011, 11h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/01/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.