Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Disputa de cartolas

Justiça nega pedido para prender Ricardo Teixeira

A Justiça do Piauí negou o pedido de prisão do presidente da Confederação Brasileira de Futebol Ricardo Teixeira, na terça-feira (20/12). O autor do pedido é Alfredo Ferreira Neto, vice-presidente da Federação de Futebol do Piauí (FFP). O imbróglio tem a ver com as eleições para a federação regional, anuladas pela CBF. As informações são do site SRZD.

De acordo com o autor do pedido de prisão, o presidente da CBF descumpriu decisão judicial ao intervir na federação do Piauí. O juiz Ricardo Gentil, da 5ª Vara Cível de Teresina, que negou o pedido de prisão, entendeu que o vice-presidente da FFP não tem legitimidade para entrar com a ação, uma vez que o processo que originou o impasse no estado partiu do Flamengo do Piauí.

Briga de presidentes
Existe uma briga pela direção do clube. A CBF interveio na eleição presidencial da federação regional. O caso foi levado ao Judiciário e foi determinado que um novo pleito fosse organizado o mais rápido possível. As eleições, então, foram finalmente convocadas para novembro, quando surgiu um novo racha.

De acordo com o site UOL Esporte, Ricardo Teixeira anulou o último resultado, provocando revolta nos dirigentes regionais. “Aí chega essa pérola da CBF invalidando as eleições. Ele [Ricardo Teixeira] não entende que as eleições foram feitas por meio dos juízes. Não é um ato administrativo que vai anular isso aí. Quem ele pensa que é? O Judiciário?”, disparou Jankel Costa, presidente do clube. 

Revista Consultor Jurídico, 23 de dezembro de 2011, 12h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.