Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tentativa de Assalto

Homens armados invadem TJ-SP e rendem seguranças

Por 

Homens armados invadiram durante a madrugada desta segunda-feira (19/12) o prédio do Tribunal de Justiça de São Paulo, na Rua Conselheiro Furtado, na região central de São Paulo, onde funciona os gabinetes dos desembargadores da Seção Criminal do TJ. Os criminosos renderam três seguranças e levaram seus revólveres, quatro celulares, os uniformes, dois rádios e as fitas do circuito de segurança.

De acordo com as informações da Polícia Militar, os invasores tentaram explodir os caixas eletrônicos instalados no prédio, mas quando o alarme de incêndio disparou, eles fugiram. Os seguranças não foram feridos. Eles foram encontrados com algemas de plástico. Segundo a Polícia, o grupo ainda está foragido.

O Tribunal de Justiça paulista já foi alvo de bandidos em fevereiro deste ano. Dois homens invadiram a unidade do Ipiranga, onde funciona o arquivo de processos, renderam os seguranças e levaram R$ 100 mil do posto bancário local. Na ocasião, os criminosos conseguiram fugir. 

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 19 de dezembro de 2011, 15h13

Comentários de leitores

2 comentários

Tadinhos dos infratores

Renato Novaes (Advogado Autônomo)

Concordo com o Dr. Fernando Gonçalves, e por mais ridículo ou sarcástico que possa parecer o comentário dele, parece ser esse mesmo o raciocínio da magistratura, principalmente em Tribunais, quando verificamos as inúmeras reduções de pena contra as sentenças mais severas de 1ª instância. A regra do advogado criminalista é uma só, RECORRA, pois o Tribunal alivia. Se não aliviou o suficiente, RECORRA DE NOVO.
Existe muita teoria, com devaneios filosóficos, sobre o banditismo e suas causas sociológicas (se é que existem essas causas), que somente um "estágio" nos plantões das delegacias de polícia lhes ajudaria a desconstruir suas teses acadêmicas mirabolantes, e "furadas".
Tem gente, até nos meios mais cultos, que vê com um certo "romantismo" a conduta da bandidagem, que meramente é a forma mais simples e rápida(e livre de impostos) de ganhar dinheiro.

CALMA ! CALMA.

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Não é porque bandidos invadem um órgão do próprio P. Judiciário, rendem seus seguranças, tentam detonar caixas eletrônicos situados em seu interior, demonstrando ousadia máxima, menoscabo e total destemor, que vamos 'endurecer' para com os delinquentes. Eles são plenamente recuperáveis, ressocializáveis e vítimas de um perverso sistema de distribuição de renda que os leva à essa inexorável necessidade (roubar). Se cada um de nós, brasileiros honestos que vivemos do trabalho duro, adotarmos um infrator, dando-lhe emprego ou levando-o para nossas casas, objetivando reintegrá-lo socialmente, com certeza esse problema estará resolvido em pouco tempo. Pelo menos assim pensam os nossos ilustres Ministros do STF. (alguns até com experiência empírica nessa área)

Comentários encerrados em 27/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.