Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acordo de cooperação

AGU terá escritório avançado no prédio do STJ

Na tarde desta quarta-feira (14/12), o presidente do STJ, ministro Ari Pargendler, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Lucena Adams, assinaram acordo de cooperação que prevê a cessão de espaço para a instalação de escritório avançado da AGU na corte.

"É um apoio muito grande que o tribunal dá à atividade da advocacia pública, já que permite que os procuradores que diariamente estão aqui, trabalhando, atuando em causas de interesse da sociedade, do Estado e da administração pública, possam exercê-la com um tipo de apoio específico e ágil”, afirmou Adams.

O advogado-geral da União destacou, ainda, que o acordo vai permitir que a AGU desempenhe com mais eficiência a defesa das decisões administrativas do próprio STJ. “Toda vez que o tribunal for demandado, em juízo, por decisões administrativas que tome, é a advocacia que promoverá essa defesa. E a sala aqui vai permitir que tenhamos um grupo permanente de advogados, com uma interação mais fácil, mais ágil. Eu acredito que é uma confiança muito grande que o STJ dá a seus advogados e também a uma instituição que está envolvida na defesa do Estado brasileiro”, declarou.

Para o presidente do STJ, os advogados da AGU são muito presentes no tribunal, tanto quanto os privados. “A AGU cresceu de importância, nos últimos tempos. Prometo que, aqui, a União só será acionada em casos de interesse público. Só prometemos boas causas”, declarou o ministro Ari Pargendler, ele mesmo, como se declarou, um “advogado da União jurássico”.

O objetivo do acordo é aperfeiçoar a representação judicial da União nas causas de interesse do tribunal, gerando formas de integração e colaboração para aprimorar o intercâmbio de informações entre as instituições. A AGU já possui escritórios na Câmara dos Deputados, no Conselho Nacional da Justiça, Conselho da Justiça Federal e no Tribunal de Contas da União. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

Revista Consultor Jurídico, 15 de dezembro de 2011, 7h04

Comentários de leitores

2 comentários

AGU

Willian Fernandes dos Santos (Bacharel - Trabalhista)

Terá de concluir seu curso de Direito. Se pós graduar em Direito Público. Participar de um concurso público para provimento de cargos de Advogados da União.
Comece por agora melhorando seu vocabulário.

COMO FAÇO PRA ENTRAR NA AGU.

antirave (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

SOU ESTUDANTE DE DIREITO E TENHO A MAIOR VONTADE DE INGRESSAR NA ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO, AINDA MAIS QUA AGIRA ESTA COM A BOLA TODA.

Comentários encerrados em 23/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.