Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novos dirigentes

Marcelo Bandeira é eleito presidente do TJ gaúcho

Por 

Nova direção do TJ gaúcho: Orlando Heemann, Guinther Spode, Marcelo Bandeira, Baldino Maciel e André Luiz Villarinho [Mário Salgado]O desembargador Marcelo Bandeira Pereira, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, é o mais novo presidente da corte. Numa das eleições mais disputadas da história da Corte gaúcha, Bandeira chegou à vitória na tarde desta segunda-feira (12/12) pelo critério de antiguidade, pois teve os mesmos 69 votos do seu opositor — José Aquino Flôres de Camargo.

Bandeira tem 57 anos e entrou na magistratura em 1978, Flôres de Camargo tem 55 anos e é juiz desde 1980.

A chapa da oposição conseguiu emplacar a maioria dos seus membros por aclamação. A disputa pelo cargo de corregedor-geral também se deu voto a voto. A vaga foi conquistada pelo desembargador Orlando Heemann, que venceu a desembargadora Liselena Robles Ribeiro. Ele obteve 95 votos.

Assim, o Pleno do TJ-RS elegeu para um mandato de dois anos: desembargador Marcelo Bandeira Pereira, como presidente; desembargador Guinther Spode, como 1º vice-presidente; desembargador Cláudio Baldino Maciel, 2º vice-presidente; e desembargador André Luiz Planella Villarinho, no cargo de 3º vice-presidente.

Quem é quem na nova direção
Marcelo Bandeira Pereira nasceu em 18 de abril de 1953, em Porto Alegre. Começou sua carreira na magistratura, como juiz de Direito, em 1978. Atuou nas comarcas de Alvorada, Campo Novo, Garibaldi, Guaporé, São Luiz Gonzaga, Caxias do Sul, Canoas e Porto Alegre. Foi juiz-assessor da presidência do Tribunal de Justiça. Entre maio de 2006 e maio de 2008, atuou como vice-presidente, corregedor e, posteriormente, presidente do TRE-RS. Atua na 4ª Câmara Criminal.

Guinther Spode nasceu em 19 de junho de 1951, em São Leopoldo, município da Grande Porto Alegre. É especialista em Processo Civil e Direito Comunitário pela Academia de Juízes da Alemanha. Exerceu a advocacia por cinco anos, antes de seguir carreira no Judiciário, a partir de 1982. Por volta de 1990/91, junto com o juiz Milton Löff, montou às suas expensas a primeira sala de audiência informatizada do Brasil, junto à 11ª Vara Cível de Porto Alegre. Presidiu uma série de entidades de magistrados, dentro e fora do país, algumas ligadas à OEA e à ONU. Atua na 19ª Câmara Cível.

Cláudio Baldino Maciel nasceu em 5 de junho de 1955, em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai. Iniciou como pretor, em 1984, na comarca natal. Nomeado juiz de Direito no ano seguinte, comandou as comarcas de Pinheiro Machado, Rosário do Sul, Cachoeira do Sul e Porto Alegre, tendo atuado na 9ª Vara Cível e 10ª Vara Criminal e desempenhado a função de juiz-corregedor. Foi convocado em agosto de 1999 para a Câmara Especial Criminal do TJ. No biênio 96/98, foi eleito presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris). Assumiu a Presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) no período de 2001/2004. É integrante da 6ª Câmara Criminal.

André Luiz Planella Villarinho nasceu em 30 de dezembro de 1952, em Porto Alegre. Ingressou no Ministério Público em 1978, atuando nas comarcas de Tapera, Tapes, Guaporé, Livramento, Lajeado, Canoas (Vara do Júri) e Porto Alegre.Na Capital, atuou em varas Criminais e de Família e Sucessões. Foi coordenador das Promotorias Criminais e diretor no Sistema Penitenciário do Estado. Integrou, em três oportunidades, o Conselho Superior do Ministério Público. Ingressou no Tribunal no ano de 2000, na vaga do quinto constitucional do MP. Atua na 7a. Vara Cível.                                                              

Orlando Heemann Júnior nasceu em 13 de fevereiro de 1955, em Porto Alegre. Magistrado de carreira, assumiu como pretor em 1980, dois anos após sua formatura em Direito, na UFRGS. Em 1982, foi nomeado juiz de Direito. Promovido a desembargador em 1998. Desde fevereiro de 2010, tem assento no Órgão Especial do TJ-RS. É o atual presidente da 12ª Câmara Cível, onde acumula 13 anos de atuação.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico no Rio Grande do Sul.

Revista Consultor Jurídico, 12 de dezembro de 2011, 20h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.