Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coleção de decisões

Jurisprudência Constitucional será lançado na segunda

O ministro Gilmar Mendes lança, na segunda-feira (12/12), a obra Jurisprudência Constitucional — 2002-2010 (Editora Saraiva, 1.449 páginas, R$ 160), na sede da Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp). A obra traz a coleção de intervenções judiciais, organizadas com um resumo dos casos selecionados, seguido das respectivas íntegras.

Antes do lançamento, o ministro palestra sobre a jurisdição constitucional exercida na Corte Suprema. Ela é tida como de extrema importância, já que é para lá que vão e são decididas as questões mais sensíveis da sociedade.

Como noticiou a revista Consultor Jurídico, no Brasil, a coletânea do ministro soma-se a outras três: o clássico Um Triênio de Judicatura, do ministro Philadelpho de Azevedo (que é da década de 50) e de Do Outro Lado da Tribuna, de Técio Lins e Silva, (relato de sua experiência de dois anos no Conselho Nacional de Justiça), além da coleção Memória Jurisprudencial, da Livraria do Supremo.

Serviço:
Obra: Jurisprudência Constitucional — 2002-2010
Editora: Saraiva
Número de páginas: 1.449 páginas
Preço: R$ 160
Local: sede da Aasp (rua Álvares Penteado, número 151, São Paulo)
Horário: 19 horas

Revista Consultor Jurídico, 8 de dezembro de 2011, 17h52

Comentários de leitores

1 comentário

A TEORIA DA ÁRVORE ENVENENADA E GILMAR MENDES

huallisson (Professor Universitário)

(Professor Universitário)
A TEORIA DA ÁRVORE ENVENENADA GILMAR E CAPEZ
A TEORIA DA ÁRVORE ENVENENADA é uma pérola na prática do Direito.Desde as priscas eras do jusnaturalismo, os antigos já sabiam que a ÁRVORE DOENTE NÃO PODE DAR BONS FRUTOS.Vejam, v. g., o caso dos livros das vidas profissionais de FERNANDO CAPEZ E DE GILMAR MENDES. O advogado CAPEZ tem um trabalho na doutrina jurídica irrepreensível, logo, ÁRVORE BOA, FRUTOS BONS. Já o GILMAR MENDES deixou prescrever uma dívida de um poderoso senador de 2 bilhões de reais; e agora mandou extinguir o ESTÁGIO PRÁTICO DO CURSO DE DIREITO para locupletar OPHIR e CIA conforme denúncia do Ministério Público Federal. De qual das árvores você não comeria os frutos, isto é, não compraria o livro? Da árvore do Gilmar, ou da árvore do Capez? N.B que hoje em dia você não dispõe de tempo suficiente nem para o bem, imagine para o mal!O filósofo Nietzsche já dizia: "Como a primeira impressão é a que fica, nunca aprenda o mal pelo mal, mas pelo bem". Pedro Cassimiro - Prof. Economia e Direito - Brasília.

Comentários encerrados em 16/12/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.