Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Emboscada no Rio

Justiça decreta prisão de Rogério de Andrade

A juíza Elizabeth Louro, do 4º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, decretou a prisão preventiva de Rogério Costa de Andrade e Silva, acusado pela morte do bombeiro Antonio Carlos Macedo, que era seu chefe de segurança. Rogério é sobrinho de um dos bicheiros mais famosos do estado, Castor de Andrade, já morto.

Também foi decretada a prisão de outros sete acusados pelo crime, do qual Rogério é investigado como mandante. Segundo o Ministério Público do Rio, que pediu a prisão preventiva de Rogério, cinco dos demais acusados são policiais militares.

“O crime foi cometido por motivo torpe, já que os denunciados mataram a vítima por causa da disputa interna na estrutura contravencional de exploração do ‘jogo do bicho’ e de máquinas de ‘caça-níqueis’ e, ainda, pelo fato de o primeiro denunciado, Rogério, acreditar na participação da vítima na morte de seu filho”, afirma o MP. 

O MP se refere ao episódio em que mulher e filho de Rogério de Andrade foram mortos depois de uma troca de tiros que culminou com o incêndio do carro onde os dois estavam. O fato aconteceu em abril do ano passado, meses antes do assassinato do bombeiro, em novembro, também na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça e do Ministério Público do Rio de Janeiro.

Processo 0353480-60.2010.8.19.0001

Revista Consultor Jurídico, 29 de abril de 2011, 20h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/05/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.