Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Paralisação judicial

Juízes estaduais não vão aderir à paralisação

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) divulgou nota em que informa que os juízes estaduais não vão aderir à paralisação dos juízes federais, que acontece nesta quarta-feira (27/4). A associação diz acreditar no diálogo com o Congresso Nacional para conquistar a recomposição dos subsídios da magistratura.

Com a paralisação de 24 horas, a Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) e os seus integrantes pretendem alcançar a revisão dos subsídios de acordo com as perdas inflacionárias. Querem também chamar atenção para a falta de segurança dos juízes que trabalham contra o crime organizado e o tráfico de drogas. Além disso, os manifestantes também querem a simetria de direitos e prerrogativas com o Ministério Público Federal, aprovada pelo Conselho Nacional de Justiça.

Conforme decisão do Conselho da Justiça Federal, os juízes federais que participarem da paralisação terão descontados o dia não trabalhado.

Leia abaixo a íntegra da nota da AMB:

A ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS - AMB informa que a Magistratura Estadual estará em pleno funcionamento no dia 27/04/2011, segundo as regras de Organização Judiciária de cada Estado.

Por oportuno, registra sua absoluta confiança na condução da matéria afeta à correção integral dos subsídios da carreira pelo Ministro Antonio Cezar Peluso, no Supremo Tribunal Federal, bem como na compreensão do Congresso Nacional de que a medida é, antes de tudo, indispensável à manutenção do direito/garantia da irredutibilidade de vencimentos.

Desde a sua posse, a atual direção da AMB tem cumprido sua missão institucional, razão pela qual reabriu o diálogo e interlocução junto ao Congresso Nacional para garantir a recomposição dos subsídios. Com este objetivo, vai continuar lutando incansavelmente.

Brasília/DF, 26 de abril, de 2011

Henrique Nelson Calandra
Presidente da AMB

Revista Consultor Jurídico, 27 de abril de 2011, 15h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/05/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.