Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

SR. JUIZ

Júnior Brasil (Advogado Autônomo - Consumidor)

Por favor, não "viaje"...rs. O sr. ainda tem dúvida de que aqueles que VIVEM DE DEFENDER VAGABUNDOS são contra essa Pec? Ela pec não vai abarrotar presídios. Vai, sim, fazer justiça e afastar a sensação de impunidade, bem como DIMINUIR OS HONORÁRIOS dos especialistas em prescrição e soltura de vagabundos.
.
Mas já que o Brasil, sil, sil não é mesmo um país sério de gente séria, obviamente não será aprovada!

quantos recursos os advogados PRIVADOS fizeram

daniel (Outros - Administrativa)

quantos recursos os advogados PRIVADOS fizeram ao STF e STJ na área criminal ?? Praticamente nenhum. Tanto é que nem mostram os dados.
Usam argumentos fúteis para tentar beneficiar alguns.
No Exame da OAB nem cai lei de execução penal e ainda acham que a OAb está preocupada com preso e presídio, apenas alegam isto quando a mídia aparece.

Teste de efetiva seriedade da resistência

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Sugiro uma solução alternativa intermediária: Permaneçam, em matéria penal, o recurso extraordinário (RE) e o recuso especial (REsp) com efeito suspensivo, mas se preveja que, entre a data da interposição de qualquer deles e o trânsito em julgado da decisão, não correrá prazo prescricional.
Se a minha sugestão for aceita, saberei que os que resistem à "PEC dos recursos" fazem-no preocupados, sobretudo, com que as decisões sejam justas e que ninguém seja preso injustamente.
Se a minha sugestão não for aceita, saberei que os que resistem à "PEC dos recursos" têm, como interesse primordial, tentar fazer delinquentes escaparem de ser punidos, isso pela via da prescrição (interposição reiterada de intermináveis recursos e respectivos embargos de declaratórios, para que se extinga a punibilidade pela prescrição).

Pimenta nos olhos dos outros é colírio!!!!

Marco 65 (Industrial)

A postura do Sr. Ministro presidente do STF é mesmo de homens que "acham que sabem tudo" e acabam, por força do cargo que ocupam, prejudicando as pessoas de modo geral...
Evidentemente, o Sr. Ministro só pensou em dar uma satisfação à sociedade, dar celeridade ao cumprimento de penas mas esqueceu do principal: A segurança que o cidadão comum busca no judiciário como um todo...
Evidente também que, sua excelência jamais se imaginou em situação de ter que apelar para o STF, afinal ele é o STF...
Ou seja, pimenta nos olhos dos outros serve como colírio e deve ser receitada, por que não???
Por outro lado, os operadores do direito~vão ter que se servir de HCs para remediar a situação e garanto que o Tribunal vai conceder...
Percebe-se que, além da confusão e indignação, o trabalho vai aumentar!
Com a palavra os advogados.

Comentar

Comentários encerrados em 23/04/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.