Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova ordem

TJ-MT reorganiza estrutura de suas secretarias

As 13 secretarias das câmaras cíveis e criminais do Tribunal de Justiça de Mato Grosso passaram por um mutirão para a implantação do Método Ordem, que padroniza o espaço físico para dinamizar o cumprimento dos prazos. O mutirão aconteceu no último sábado (2/3).

Segundo a diretora da 1ª Câmara Cível e fiscal do Método Ordem, Rosemeire Pincerato, cada secretaria vai reordenar sua estrutura física para posicionar cada servidor que vai desempenhar uma função administrativa nos processos de modo a criar um fluxo contínuo que o fará chegar mais rápido à pauta de julgamentos. Isso acontecerá porque “ao entrar na secretaria, o processo vai tramitar de forma a impedir os cruzamentos entre um procedimento e outro, o que na prática vai dar velocidade ao trâmite processual”, explica.

Por causa disso, o projeto prevê a separação do atendimento ao público em advogado e partes. Armários separarão dois ambientes, os equipamentos pessoais dos servidores serão guardados dentro dos armários, e os objetos de trabalho, antes deixados sobre as mesas, agora ficarão em uma caixa individual para cada servidor. As mudanças também visam proporcionar um ambiente harmônico e esteticamente favorável para a celeridade processual.

De acordo com o coordenador judiciário João Bosco Monteiro, o projeto pretende alinhar todos os prazos processuais de todas as secretarias, medir o prazo que cada uma levou para cumprir um determinado procedimento e “divulgar essas informações no link Transparência, no Portal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso”.

As secretarias têm até o final do mês de abril para adequar seu o espaço físico. A implantação do Método Ordem foi decidida de forma democrática entre todos os servidores de cada secretaria, por meio da assinatura de um termo de compromisso. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Mato Grosso.

Revista Consultor Jurídico, 4 de abril de 2011, 16h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/04/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.