Consultor Jurídico

Votação internacional

TSE proíbe UOL de divulgar resultado na China

O Tribunal Superior Eleitoral mandou o portal Universo On Line (UOL) suspender a divulgação do resultado das eleições nos países em que a votação no segundo turno já terminou. A determinação é do ministro Joelson Dias.

O ministro acolheu pedido feito pela Coligação Para o Brasil Seguir Mudando e pela candidata à Presidência da República Dilma Roussef (PT). De acordo com a notícia divulgada pelo UOL, na China, José Serra (PSDB) obteve 215 votos (81%), enquanto Dilma recebeu apenas 29. Ao todo, foram 14 votos brancos e nulos.

A coligação e Dilma sustentaram que o próprio TSE divulgou informação afirmando, expressamente, que os primeiros números da apuração só seriam divulgados a partir das 19h.

Em sua decisão, o ministro Joelson Dias citou a resolução do TSE que estabelece que “os dados do resultado para o cargo de presidente da República serão liberados somente a partir das 17 horas do fuso horário do Acre”.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 31 de outubro de 2010, 15h54

Comentários de leitores

15 comentários

AOS SOFREDORES

Júnior Brasil (Advogado Autônomo - Consumidor)

Ontem o ex-jogador EDMUNDO declarou que votou na Dilma com a seguinte expressão: eu já fui pobre e sei que o governo Lula mudou a vida dos mais carentes.
.
Quem ostenta o Brasil que não deu certo (1995 usque 2002) é porque nessa época não era pobre e vivia da miséria alheia.
.
Quem mudou de vida depois de 2003 sabe bem que Serra e sua quadrilha (Banestado que o diga...)iriam fazer mal novamente ao Brasil.
.
Vocês precisam se conformar, sob pena de sofrerem muito. Ou seja, 4 anos de Dilma e depois mais 8 de Lula, num Brasil a cada dia mais justo, com mais distribuição de renda e feliz.
.
Portanto, abracem o travesseiro, chorem bastante, depois levante a cabeça toquem suas vidas burguesas e medíocres em paz.
.
Essa é a nova era!

Entendi sim, quem não entende é o povo...

Liberdade sim e Estado se e somente se for necessário (Delegado de Polícia Estadual)

Continuando com o extermínio da lógica, o sujeito tenta
explicar (ou ensinar, já que é professor) pra mim aquilo que já sei. O que continuo sem saber é: como é que algo não importa e depois passa a importar? Não é pelo fuso horário, mas pela comemoração emocional, que impede que ele perceba a bobagem que falou. (ponto)
A título de acréscimo:
A candidata eleita, já antecipadamente alçada a presidente da república pelos mesmos mecanismos que a elegeram (marketing e imprensa) - antes do dia 1º de janeiro, sem ter tomado posse -, utilizou os mesmos mecanismos de eleitores obscurecidos pelo ódio. Atacou (informações inverídicas não são ataques, como a farsa das privatizações? - devem ter bola de cristal, já que acreditam em qualquer coisa) sempre o candidato adversário em seus programas de TV, na internet, bem como os capangas do PT foram até a passeata pacífica do adversário para provocar e agredir um homem de 68 anos (episódio do rolo de fita e da bolinha de papel) .Depois da besteira feita, posam de vítimas para a imprensa amiga, dizendo que os opositores é que são agressivos. Se estivéssemos em um país com pelo menos 15% da população formada em boas universidades (aqui não incluo essas indústrias de diplomas abrangidas pelo PROUNI) o tipo de campanha utilizada pela turma da Dilma não colaria. Os eleitores dela demonstram que possuem o mesmo tom ao comentar nesse espaço, uma vez que sempre são bastante raivosos, mesmo quando ganham a eleição.

Entendi sim, quem não entende é o povo...

Liberdade sim e Estado se e somente se for necessário (Delegado de Polícia Estadual)

Continuando com o extermínio da lógica, o sujeito tenta
explicar (ou ensinar, já que é professor) pra mim aquilo que já sei. O que continuo sem saber é: como é que algo não importa e depois passa a importar? Não é pelo fuso horário, mas pela comemoração emocional, que impede que ele perceba a bobagem que falou. (ponto)
A título de acréscimo:
A candidata eleita, já antecipadamente alçada a presidente da república pelos mesmos mecanismos que a elegeram (marketing e imprensa) - antes do dia 1º de janeiro, sem ter tomado posse -, utilizou os mesmos mecanismos de eleitores obscurecidos pelo ódio. Atacou (informações inverídicas não são ataques, como a farsa das privatizações? - devem ter bola de cristal, já que acreditam em qualquer coisa) sempre o candidato adversário em seus programas de TV, na internet, bem como os capangas do PT foram até a passeata pacífica do adversário para provocar e agredir um homem de 68 anos (episódio do rolo de fita e da bolinha de papel) .Depois da besteira feita, posam de vítimas para a imprensa amiga, dizendo que os opositores é que são agressivos. Se estivéssemos em um país com pelo menos 15% da população formada em boas universidades (aqui não incluo essas indústrias de diplomas abrangidas pelo PROUNI) o tipo de campanha utilizada pela turma da Dilma não colaria. Os eleitores dela demonstram que possuem o mesmo tom ao comentar nesse espaço, uma vez que sempre são bastante raivosos, mesmo quando ganham a eleição.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/11/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.