Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Judiciário no foco

CNJ Acadêmico divulga doze propostas de pesquisa

Doze propostas de pesquisa na área jurídica foram recomendadas pelo Programa de Apoio Pesquisa Jurídica – CNJ Acadêmico. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior divulgou os escolhidos esta semana. A iniciativa é uma parceria entre a Capes e o Conselho Nacional de Justiça.

As pesquisas giram em torno dos temas “O Sistema de Justiça Criminal no Brasil – seus problemas e desafios”, “Análise do desempenho dos órgãos do Poder Judiciário”, “Aprimoramento dos instrumentos para uma prestação jurisdicional mais eficiente”, “Atuação, competências e interfaces CNJ com os demais órgãos do Poder Judiciário e dos outros Poderes”, “Utilização da tecnologia da informação para o aprimoramento do Poder Judiciário — limites e desafios” e “Principais problemas no processo de revisão das decisões nos Juizados Especiais Federais”.

Para que se chegassem aos doze nomes, foram analisadas propostas de instituições públicas e privadas com programas de pós-graduação stricto sensu, reconhecidos pela Capes, com área de concentração nos temas apresentados. Com isso, espera-se fomentar e promover a realização e a divulgação de pesquisas científicas em áreas de interesse prioritário para o Judiciário. Com informações da Assessoria de Comunicação da Capes.

Revista Consultor Jurídico, 29 de outubro de 2010, 15h55

Comentários de leitores

1 comentário

Caminho certo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Em todos os lugares do mundo, na era moderna, problemas foram resolvidos com o estudo científico dos temas, de forma aberta e independente. Os Tribunais brasileiros sempre torceram o nariz para isso, procurando manter as regalias de seus integrantes. Criado o Conselho Nacional de Justiça o Órgão ainda "enrolou" por cinco anos para adotar essa necessária medida, adotando-a de forma tímida e bastante restrita. Devemos nos preocupar agora em verificar se essas pesquisas serão conduzidas de forma séria e independente a fim de que produzam algum resultado, lembrando que o Brasil é um verdadeiro celeiro de incompetência e descaso quando falamos de pesquisa científica.

Comentários encerrados em 06/11/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.