Consultor Jurídico

Notícias

Respeito mútuo

Ajufe critica proposta de cadastro de violações

Comentários de leitores

6 comentários

Discurso

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Belo discurso, Dr. Daniel André Köhler Berthold. Gostaria que fosse verdade tudo o que o Sr. disse, mas a realidade nos mostra o contrário.

Soluções dentro da legalidade

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

O Advogado que tenha suas prerrogativas violadas pode representar administrativamente contra o violador. Se este for um Magistrado, há a respectiva Corregedoria ou a Presidência do respectivo Tribunal. Se o resultado não satisfizer, há o CNJ.
Se a Corregedoria não funciona (aqui na Justiça Estadual do RS, funciona, sim!), represente-se contra ela no CNJ.
Se o CNJ não dá conta, amplie-se o CNJ.
Aliás, não há elementos concretos que confirmem que as Corregedoria não funcionem, nem de que o CNJ não dê conta se suas tarefas.
Também existe a alternativa jurisdicional, até com aplicação do art. 37, § 6º, da Constituição, para pôr o Estado como réu.
O ordenamento jurídico, portanto, apresenta soluções, de modo a ser desnecessária a criação de uma sem previsão legal.

Solução

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Como disse um colega logo abaixo, quem critica deve apontar soluções. Qual a proposta da AJUFE para enfrentar o problema da sucessiva e reiterada violação às prerrogativas profissionais dos advogados?

Quem Viola Prerrogativa Não Pode ser Advogado

Cícero José da Silva (Advogado Autônomo - Criminal)

Com o devido respeito a quem entende de maneira diferente, é de vital importância não apenas a divulgação de todos aqueles que desrespeitam as prerrogativas dos Advogados, mas também que sejam impedidos de obter a Carteira que permite o exercício da nobre profissão.
Não me parece justo que um servidor público que desrespeita as prerrogativas profissionais, que diga-se de passagem, não pertence ao Advogado, mas sim ao seu constituinte, quando de sua aposentaria venha bater as portas da entidade que tanto desprezou.
Existem algumas autoridades que abominam a presença dos Advogados, sob o argumento de que somente atrapalham.
Os violadores das prerrogativas somente respeitam o Advogado quando respondem a algum processo, ou necessitam de um defensor para assistir um amigo, ou parente.
Cícero José da Silva
www.cicero.adv.br

Ajufe onde está a solução?

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Bom, quem critica deve apresentar as soluções ou sugestões.
AJUFE onde estão as sugestões???
Enviar cadda caso para a corregedoria do TJ. rssss
caso seja esta proposta, só rindo mesmo. Todos sabem que as corregedorias e nada são a mesma coisa.
O CNJ é bom mas não dá conta de corrigir atos de abuso de autoridade e desvio de condutas praticados pelos milhares de magistrados espalhados pelo Brasil afora...

APOIO

Valdemiro Ferreira da Silva (Advogado Autônomo)

Medida intimidatória? intimidatória é a conduta da maioria dos juizes em audiencia ou fora delas. Veja o que fez o presidente do STJ com o estagiário. Francamente.

Comentar

Comentários encerrados em 30/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.