Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Qual a razão???

Renato Cunha (Estudante de Direito)

De advogado ou representante do MP ter como objetivo ingressar na magistratura? Se tem o dom - e isso se faz necessário - porque não fez concurso público para tanto??? Isso, sinceramente, reputo assustador!

Secretaria de Reforma do Judiciário do Min da Justiça?

Winston Smith (Servidor)

"ex-secretário da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça" Que palhaçada é essa? Secretaria de Reforma do Judiciário no Ministério da Justiça? Mas que raios de ditadura é essa? Onde já se viu secretaria de ministério do poder executivo para reforma do poder judiciário???
TODOS, ABSOLUTAMENTE TODOS QUE ADMITIRAM ISSO, SEJA DO JUDICIÁRIO, SEJA DO EXECUTIVO FEDERAL, NÃO TÊM COMPROMISSO NENHUM COM A DEMOCRACIA. NENHUM!
Tarso Genro no Min da Justiça e Gilmar Mendes na "CNJ". Dois nomes que temos guardado. Dois nomes que aceitaram essa palhaçada chamada "reforma" do judiciário, feita por uma "secretaria" de reforma do poder judiciário do ministério da justiça. É muita palhaçada. Feliz os ignorantes que nunca se revoltam com nada.

Legítimo candidato

Marcio Kayatt - advogado (Advogado Autônomo - Civil)

Não conheço os advogados que impugnaram a pretensão do Rogério Favreto, muito menos aqueles que postulam uma vaga no TRF da 4ª Região.
Porém, o que posso assegurar é que o Rogério Favreto preenche todos os requisitos constitucionais para ingressar naquela Corte através do quinto constitucional.
Enquanto Secretário da Reforma do Judiciário, foi um verdadeiro advogado dos advogados, leal à classe que pertence, sempre preocupado em defender nossas prerrogativas, como bem demonstrou quando da apreciação pelo Ministro da Justiça da Lei que regulamentou a busca e apreensão nos escritórios de advocacia.
À época em que presidi a Associação dos Advogados de São Paulo, testemunhei de perto sua viva preocupação com os problemas do Poder Judiciário, sempre focado nos interesses da advocacia.
Espero, pois, sejam afastados os injustos óbices apostos à candidatura do Rogério Favreto, permitindo-se a realização de uma justa e serena escolha de um representante da advocacia para compor o Eg. TRF da 4ª Região, afastada toda e qualquer tentativa de se ganhar o jogo no tapetão !
Marcio Kayatt
Advogado em São Paulo, Ex-Presidente da Associação dos Advogados de São Paulo

Intrigas da Corte

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Quando será que o Brasil vai ser tornar de fato uma república, e as intrigas da Corte conhecerão seu fim?

Comentar

Comentários encerrados em 22/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.